in

Fábio detona Ceni e dá detalhes da conturbada saída do treinador no Cruzeiro: ‘teve culpa’

Vinnicius Silva - Divulgação - Cruzeiro
Publicidade

Contratado para assumir o Cruzeiro em um momento de turbulência, Rogério Ceni acabou não tendo uma das melhores experiências na equipe celeste. Na Raposa, o ex-goleiro do São Paulo teve 47 dias de trabalho e saiu de forma conturbada após atrito com atletas experientes do plantel celeste.

Após meses do ocorrido, alguns bastidores dos problemas nos vestiários do Cruzeiro começam vir à tona. Em entrevista à ESPN Brasil, o goleiro Fábio detalhou com propriedade alguns fatos que aconteceram e criticou de forma áspera que Ceni conduziu os entreveros no vestiário durante o curto período que liderou o time celeste.

“Eu sou bem direto, o Rogério teve uma parcela de culpa na sua saída também, pela forma que geriu alguns momentos, principalmente quando a gente teve a oportunidade de estar frente à frente com o Rogério. E situações que saíram da própria boca dele, quando chegou na frente da imprensa, ele agiu de uma outra forma”, disparou Fábio. 

Publicidade

Como tudo começou?

Segundo Fábio, o entrevero entre Ceni e Thiago Neves começou em um jogo contra o Internacional. Depois do ocorrido, Rogério Ceni fez uma reunião colocando panos quentes no atrito com o meia, que pediu desculpas, e solicitou que nada mais foi divulgado na imprensa, e que tudo se resolveria internamente.  

Publicidade

Contudo, o revés para o Grêmio de goleada na sequência foi o estopim da crise. Isto porque, segundo Fábio, as críticas de Ceni insinuaram que os jogadores entregaram a partida para tirá-lo do cargo. 

Curta passagem

No comando do Cruzeiro, Ceni trabalhou apenas em oito partidas: duas vitórias, dois empates e quatro derrotas, um aproveitamento de 33,3%.

Publicidade
Next post

Flamengo é multado em mais de R$ 300 mil por incidentes da final da Recopa

Flamengo: Jorge Jesus deve assinar esta semana, mas com uma condição