in

Encontro com Bolsonaro pega mal e Flamengo e Vasco são muito criticados

Twitter Jair Bolsonaro
Publicidade

Os presidentes de Vasco, Alexandre Campello, e de Flamengo, Rodolfo Landim, viajaram até Brasília para encontrar o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido). O assunto do almoço que ocorreu nesta terça-feira (19) foi a provável volta do futebol brasileiro.

O presidente do Brasil quer o retorno das competições e os mandatários dos clubes também parecem querer. Os campeonatos estão suspensos desde março devido a pandemia causada pelo novo coronavírus. O Brasil já registrou mais de 17 mil mortes e a oposição à volta do futebol neste momento é grande.

Publicidade

Dirigente do Fluminense critica encontro

Vice-presidente afastado do Fluminense, Celso Barros usou o Twitter para criticar o encontro entre os dirigentes de Vasco e Flamengo e o presidente da República. Barros afirmou que provavelmente a volta do futebol foi tema de discussão durante o encontro.

“Esses clubes que tem um enorme número de torcedores, passaram para todos, discurso contrário, a princípio, ao distanciamento social. Esta tem sido uma defesa do Governo Federal, que é contrária a todas as lideranças mundiais”, escreveu Celso Barros.

Publicidade

Jornalista do UOL critica encontro

Blogueiro do UOL, André Rocha escreveu um artigo em que criticou o encontro ocorrido no Palácio do Planalto. Em texto que citou a história do Vasco, um dos primeiros clubes a aceitar jogadores negros, e do Flamengo, time de maior torcida do Brasil, o jornalista foi direto ao ponto. “A ida a Brasília encontrar Bolsonaro será difícil de esquecer. E a cobrança pela atitude vergonhosa e indigna não vai demorar a chegar. Porque nem todo torcedor é gado. Longe disso”, afirmou.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Globo mostra o que o Flamengo queria esconder e tudo pode acabar mal para o clube

Diretor do Botafogo detona ações do Flamengo: ‘Que não precise treinar no cemitério’