in

Cruzeiro sofre severa punição da FIFA após atraso de pagamento; entenda

Vinnicius Silva - Divulgação - Cruzeiro
Publicidade

O Cruzeiro não conseguiu escapar de uma dura punição da Fifa. Na noite da última terça-feira (19), o time celeste foi comunicado pela entidade máxima do futebol que por conta do não cumprimento da ordem de pagamento, feito pela entidade em março, o clube celeste iniciará a Série B do Brasileirão com seis pontos negativos. A dívida em questão é referente ao empréstimo de seis meses do volante Denilson, não pago ao Al Wahda.

Desta vez, a Raposa não poderá recorrer. O time mineiro tinha até a última segunda para pagar os 850 mil euros ao clube asiático. Na cotação atual isso chega perto dos R$ 5 milhões. Apesar de tentar uma negociação com o Al Waeda por meio do seu superintendente jurídico, Kris Brettas, o Cruzeiro não obteve sucesso na proposta de parcelamento ou novo adiamento da dívida.

Publicidade

Novo prazo

Punido, o Cruzeiro receberá um novo prazo da Fifa para efetivar o pagamento ao Al Waeda, caso não o faça, será novamente penalizado pela entidade máxima do futebol. Em contato com o Globoesporte.com, a Raposa afirmou que ainda não tinha sido notificado da decisão de perda de pontos, mas que o clube estava ciente do risco de punição. 

O clube mineiro afirmou que ainda não foi notificado da decisão da perda dos pontos, mas estava ciente da possível punição. 

Publicidade

Denílson teve uma curta passagem pelo Cruzeiro, e não brilhou o esperado. No acordo inicial fechado entre a Raposa e o time dos Emirados Árabes o parcelamento da contratação seria vigente de agosto de 2016 a janeiro de 2017.

Após tomar conhecimento da punição da Fifa, a cúpula diretória do clube celeste se reuniu para discutir o posicionamento a ser tomado. Uma nota oficial também foi publicada no fim da noite.

Publicidade
Next post

Ronaldinho e a dura notícia no Paraguai: ‘Prisão preventiva por até 6 meses’

Craque que se recusou a doar dinheiro para combate à Covid-19 curte quarentena em mansão