in

Agora vai? Presidente do Flamengo se reúne com Bolsonaro para tentar retorno aos treinos

Divulgação - Flamengo
Publicidade

Apesar do cenário de pandemia seguir assolando o Brasil, o Flamengo segue focado em retomar as suas atividades. Nesta terça-feira (19), o presidente rubro-negro Rodolfo Landim se reuniu com o presidente da república Jair Bolsonaro para discutir a hipótese de viabilizar o regresso dos treinamentos na capital federal. Além do time da Gávea, o Vasco também teve o presidente Alexandro Campello presente no encontro.

Há três semanas, a empresa que administra o estádio Mané Garrincha ofereceu à federação e às equipes do Rio de Janeiro as dependências do estádio para treinamentos. Como Brasília não está impactada tanto como o Rio de Janeiro com os casos da Covid-19, Flamengo e Vasco poderiam trabalhar normalmente sem ter as medidas do governo como obstáculo.

Publicidade

Nesta terça, o prefeito do Rio, Marcello Crivella reiterou que a retomada das atividades nos clubes seguem proibidas. A possibilidade de levar os treinamentos para a Brasília conta com o apoio do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, que é torcedor do Flamengo fanático, e tem um bom relacionamento com as duas diretorias.

Possíveis problemas

Diante deste cenário, o Flamengo só esbarra em uma possível recusa dos jogadores. Disposto a colocar a ideia adiante, o clube da Gávea não descarta inclusive pagar as passagens dos familiares dos atletas na ida para a capital federal.

Publicidade

O time de Jorge Jesus atuou pela última vez no dia 14 de março, quando superou a Portuguesa-RJ pelo placar de 2 a 1, em confronto da 3ª rodada da Taça Rio. Diante da pandemia do coronavírus, a diretoria rubro-negra já adotou inúmeras medidas para conter os gastos: dispensou mais de 60 funcionários e cortou parte dos vencimentos dos atletas e de outros empregados.

Publicidade
Next post

Ralf anuncia volta ao futebol e acerta com clube da Série B

Marinho discute com torcedores do Santos e faz revelação surpreendente: ‘Já teria saído’