in

Ex-jogador da Seleção Brasileira detona Neymar e revela porque Barça não deve contratá-lo

Reprodução - SporTV
Publicidade

Mesmo em meio à pandemia o mercado da bola do futebol europeu segue com bastidores agitados. Nas últimas semanas, inúmeros rumores da mídia internacional apontam um novo interesse do Barcelona no atacante brasileiro Neymar. Respeitando a quarentena no Rio de Janeiro, o camisa 10 do Paris Saint-Germain aguarda ordens para voltar à França, mas volta a ter seu futuro indefinido a medida que a próxima janela de transferências se aproxima.

Apesar destes rumores, o ex-jogador Élber não classifica o retorno do atacante como algo positivo para o clube catalão. Em entrevista à Rádio SER, o ex-atacante que defendeu a Seleção Brasileira e conquistou uma Champions com a camisa do Bayern de Munique, teceu duras críticas ao camisa 10 do Paris Saint-Germain por conta de seu comportamento. 

Publicidade

“Obviamente, não (deveria ser contratado)! Neymar se comportou muito mal com o Barcelona. Ele quis sair de lá, mas se ele queria ser eleito o melhor jogador do mundo, não poderia ter ido para o PSG. Como você quer ser o melhor do mundo jogando pelo PSG?”, disparou Élber, que no futebol brasileiro teve passagem marcante pelo Cruzeiro. 

Cenário mais tranquilo 

Diferentemente do último ano, Neymar tem um ambiente menos agitado nos bastidores do Paris Saint-Germain. Após ficar bem próximo de deixar o clube parisiense na última janela, o atacante brasileiro não se envolveu mais em atritos e foi decisivo em algumas partidas para a equipe de Thomas Tuchel.

Publicidade

Um dos grandes exemplos foi o confronto diante do Borussia Dortmund, pelas oitavas de final da Champions League. O camisa 10 marcou no revés por 2 a 1, na Alemanha, e no embate da volta abriu caminho para o triunfo por 2 a 0, e que findou a “maldição” das oitavas que já incomodava o clube nas últimas três edições da competição.

Publicidade
Next post

De volta! Confira os gols deste domingo (17) no futebol internacional

De saída? Craque do Grêmio pode ser vendido por valor astronômico