in

Arena Corinthians e Morumbi podem receber a final da Libertadores 2021; entenda

Divulgação - Corinthians
Publicidade

A Conmebol divulgou na última quinta-feira (14), a lista com todos os concorrentes que disputam o direito de sediar as finalíssimas da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana de 2021 até 2023. Entre os brasileiros, além da Arena da Baixada, em Curitiba, e do Beira-Rio, em Porto Alegre, a dupla São Paulo e Corinthians também está no páreo com seus respectivos estádios.

Nos próximos dias 25 e 26 de maio, a Diretoria de Competições de Clubes da entidade sul-americana realizará um workshop através de videoconferência de forma individual com todos os candidatos no intuito de coletar informações para o Dossiê de Candidatura, que deve ser apresentado até o dia 29 de maio deste ano.

Publicidade

As cidades que forem aprovadas nesta etapa receberão visitas de inspeção e novos relatórios serão executados para que a escolha seja definida.

Outros candidatos

Além dos quatro palcos brasileiros, a decisão da Libertadores de 2021 ainda tem outros nove postulantes na disputa. A Argentina conta com La Bombonera, Monumental de Nuñez, Libertadores de América, Estádio Presidente Perón e Mario Alberto Kempes, enquanto o Chile tem o Estadio Nacional de Santiago, e o Equador concorre com o Monumental Banco Pichincha de Guayaquil.

Publicidade

Palco de 2020

A decisão da Libertadores 2020 terá o Maracanã como o grande palco. O lendário estádio carioca receberá a segunda final da história do torneio em molde de jogo único. Até o momento, a Conmebol ainda não mexeu com a data desta partida em questão.

Contudo, diante do cenário de pandemia, é bem improvável que a finalíssima seja disputada no dia 21 de novembro.

Publicidade
Next post

Campeonato Alemão volta neste sábado (16) após mais de dois meses de pausa; veja os jogos

Messi com medo de Cristiano Ronaldo: Juventus muito perto de Neymar