in

Joia do Al-Hilal admite ter sido procurado pelo Grêmio e representa ameaça a Thiago Neves

Lucas Uebel/Grêmio
Publicidade

Apesar da paralisação do futebol brasileiro em decorrência da pandemia provocada pelo coronavírus, o Grêmio segue se movimentando nos bastidores do mercado da bola em busca de reforços para o decorrer da temporada. Embora a permanência do atual elenco seja uma das prioridades de momento da diretoria de Romildo Bolzan Júnior, a chegada de novos craques também integra a lista de planejamentos.

Atleta do Al-Hilal cita interesse do Grêmio

Neste cenário de dúvidas e incertezas, o meia Carlos Eduardo, um dos atuais destaques da equipe do Al-Hilal (Arábia Saudita), concedeu uma entrevista para o jornalista brasileiro Jorge Nicola, expondo sua situação de momento com relação ao mercado da bola.

Publicidade

O atleta possui um grande interesse em retornar para o futebol brasileiro, sobretudo com a proximidade do fim de seu contrato com os árabes, o qual ocorrerá no próximo dia 30 de junho, após cinco temporadas atuando no Oriente Médio. Clubes da região, além de europeus, também integram a lista de interessados.

Grêmio e Corinthians são citados por Carlos Eduardo

O atleta declarou que entre as equipes brasileiras, fora o já citado Grêmio, o Corinthians também fez contato com a intenção de discussões acerca de um eventual negócio. Carlos Eduardo se limitou a estas informações, sem dar pistas de quando as conversas aconteceram.

Publicidade

“Tenho essa vontade de voltar para cá (Brasil), estou mais experiente. Teve alguns convites do Corinthians, teve do Grêmio também. Estou deixando para o meu empresário resolver. Deixo tudo nas mãos de Deus. Tem várias consultas, vários times procurando e estou bem tranquilo”, declarou o jogador em um dos trechos da entrevista.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post

Tiago Nunes demitido? Andrés Sanchez surpreende e verdade vem à tona: ‘foi ridículo’

Ex-goleiro brasileiro morre aos 35 anos vítima de leucemia, após passagens pela Europa