in

Goleiro Bruno treina acompanhado em meio à pandemia e quer mesmo voltar ao futebol

Instagram Bruno Fernandes
Publicidade

O goleiro Bruno Fernandes treina para voltar ao futebol. Desde que deixou a prisão, no ano passado, o ex-goleiro do Flamengo tem sonhado com uma volta aos gramados. Recentemente, ele assinou contrato com o clube-empresa J. Winner. Na época da assinatura, houve rumores de que ele iria defender um time da segunda divisão do Rio de Janeiro.

No perfil de Bruno no Instagram, ele exibe o link para a página do J. Winner e está treinando para ficar em forma e ganhar ritmo de jogo. Ainda não há data prevista para quando esse retorno vai acontecer. Bruno tentou voltar ao futebol diversas vezes nos últimos meses, mas sempre encontrou grande resistência.

Bruno treina acompanhado

O goleiro Bruno tem treinado para manter a forma e posta os vídeos em sua conta oficial do Instagram. Nesta quarta-feira (13), ele postou um vídeo em que aparece treinando ao lado de, pelo menos, duas pessoas em meio a pandemia causada pelo novo coronavírus. Além do preparador, há um rapaz também usando luvas de goleiro nas imagens.

Publicidade

Bruno postou o vídeo com a letra de um louvor do músico Anderson Freire. “Você é o espelho, que reflete a imagem do Senhor, não ligue se o mundo ainda não notou, já é o bastante Deus reconhecer o seu valor”, diz um trecho da música.

Publicidade

Bruno foi condenado em 2013

O ex-goleiro do Flamengo foi preso em 2010, sob acusação de ter participado da morte de Eliza Samúdio, sua ex-namorada e mãe de um de seus filhos. Três anos depois, Bruno Fernandes foi condenado a mais de 20 anos de cadeia. Ele ficou preso até 2019, quando ganhou o direito de cumprir pena em liberdade. 

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Santos: cite um quarteto de revelações de seu time para vencer os Meninos da Vila

Gabigol rebate acusação de vizinho sobre festa em meio à pandemia: ‘desrespeito’