in

Marcos Rocha defende Felipe Melo e revela fato que irrita o ‘pitbull’ em campo

Cesar Greco - Ag. Palmeiras - Divulgação
Publicidade

No último fim de semana, o zagueiro Giorgia Chiellini polemizou ao revelar detalhes de sua biografia, onde classifica Balotelli e Felipe Melo como os piores jogadores que ele já trabalhou na sua vasta carreira, e chegou a definir o zagueiro do Palmeiras como uma maçã podre. Diante das fortes declarações do italiano, o lateral-direito Marcos Rocha saiu em defesa do companheiro de Verdão.

Em entrevista à ESPN Brasil, Marcos Rocha afirmou que Felipe Melo é um jogador de grupo, e revelou o que deixa o companheiro mais irritado seja nos treinamentos ou nas partidas.

“É um cara super agradável, de grupo. Sempre procura passar sua experiencia a nós, jogadores, principalmente aos mais jovens. Tem gana de vencer sempre, não aceita corpo mole nos treinos e jogos. Ele se preocupa muito em cobrar da diretoria as condições para que possamos apresentar nosso melhor dentro de campo”, disse Marcos Rocha.

Publicidade

Publicidade

Segundo o lateral do Verdão, Felipe merece respeito pela vitoriosa carreira, construída boa parte em solo europeu. Alto desempenho que levou o seu padrinho de casamento à Seleção Brasileira na disputa de Copa do Mundo.

Cenário de indefinição

Após a conclusão das férias coletivas dadas aos jogadores, o Palmeiras não tem uma previsão concreta de retomar aos treinamentos em seu CT. No entanto, os atletas palestrinos estão trabalhando à distância por videochamadas, realizando assim a carga de exercícios fixada pelo departamento de preparação física. 

O último jogo do Verdão antes da pausa do futebol em decorrência da pandemia do coronavírus ocorreu no dia 14 de março, em um empate de 1 a 1 contra a Inter de Limeira, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista.

Publicidade
Next post

Risco de fuga? Detalhes da prisão domiciliar de Ronaldinho são revelados

Hulk segue na China e ‘perde’ metade dos bens que conquistou no futebol