in

Ronaldinho Gaúcho e Assis entram com recurso importante para serem libertados no Paraguai

Divulgação - ABC Color
Publicidade

Após mais de dois meses detidos no Paraguai, Ronaldinho e Assis seguem em situação indefinida no caso de investigação por estarem no país vizinho portando documentos falsos. De acordo com informações do Blog do Perrone, do UOL Esporte, a defesa do ex-jogador e seu irmão, entraram com pelo menos mais um recurso na Justiça do Paraguai para viabilizar a liberdade da dupla. O objetivo da defesa é recorrer do que eles chamam de nulidade do processo.

Segundo Perrone, a abertura do novo recurso de soltura para a dupla só foi possível porque no último dia 4, o Paraguai adotou a “quarentena inteligente”. Diante do baixo de casos registrados da pandemia do coronavírus no país, o governo autorizou a retomada de algumas atividades. 

Neste cenário, os serviços da Justiça paraguaia que estavam suspensos voltaram a funcionar. Desde o início da quarentena rigorosa no país, somente procedimentos classificados como urgentes podiam ser aceitos. Ao blog, a defesa de Ronaldinho e Assis não quis detalhar o novo recurso, afirmando que o sigilo é preponderante para que se obtenha êxito no pedido.

Publicidade

Passo a passo de R10

Ronaldinho e Assis desembarcaram no Paraguai no dia 4 de março para cumprir compromissos. No entanto, no mesmo dia, a polícia paraguaia abordou a dupla em um resort onde eles estavam hospedados, e encontrou documentos falsos. O ex-jogador e seu irmão passaram a noite sob custódia no hotel, e dois dias depois, após prestarem depoimento, eles tiveram a prisão preventiva decretada.

Publicidade

O ex-jogador e seu irmão foram transferidos para o Agrupación Especializada, – um quartal adaptado que funciona como prisão. Lá a dupla passou 32 dias em detenção. No início de abril, a defesa conseguiu um recurso para viabilizar a prisão domiciliar para os dois. Para isso, Ronaldinho precisou desembolsar R$ 8 milhões ao Banco do Fomento, e está impedido de deixar o país. Desde então, os dois se encontram no Hotel Palmaroga, que durante a pandemia está com suas atividades limitadas, aguardando a desenrolar das investigações.

Publicidade
Next post

Felipe Melo, ‘bolsonarista’, abre o jogo sobre volta do futebol neste momento

Caso Ronaldinho: defesa do ex-craque toma atitude imediata e move novo recurso