in

Felipe Melo, ‘bolsonarista’, abre o jogo sobre volta do futebol neste momento

Divulgação Palmeiras
Publicidade

Em meio a pandemia causada pelo novo coronavírus, a discussão sobre a volta do futebol toma conta dos debates. Jogadores, treinadores e jornalistas têm opinado sobre o retorno das competições. Alguns clubes se posicionam contra a volta.

No Rio Grande do Sul, Grêmio e Inter voltaram a treinar normalmente na semana passada. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, nenhuma das equipes retornou ainda. Em meio a tudo isso, o volante Felipe Melo opinou sobre a retorno do futebol.

Felipe Melo é a favor da volta do futebol, mas com segurança

O volante do Palmeiras afirmou que é favorável ao retorno do futebol, mas desde que os jogadores e todos os profissionais envolvidos tenham segurança. Para Felipe Melo, o retorno do futebol pode ajudar outras pessoas a ficarem em casa acompanhando as partidas de futebol pela TV.

Publicidade

“Nada tem de ser feito com pressa. Tem de fazer as coisas pensadas, estudadas. Qual o melhor dia? Daqui uma semana? Vamos fazer toda estrutura, cuidar de tudo. Daqui 10 dias, 20 dias? Não importa. Tem de voltar com toda uma estrutura para exercermos aquilo que é nosso por direito”,  afirmou o volante.

Publicidade

Felipe Melo vai na contramão de Bolsonaro

Felipe Melo votou e apoia o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Apesar disso, sua opinião vai na contramão da do chefe do Executivo. Bolsonaro quer a reabertura dos comércios e classificou academias como serviços essenciais. Mesmo bolsonarista, Felipe Melo pede mais cuidado no retorno do futebol. 

Todas as competições estão paralisadas no momento: Estaduais, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Copa Libertadores da América. O Verdão disputa todas essas competições e sonha com o título da competição sul-americana.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Atlético-MG: dívida milionária do Galo é comparada a do Cruzeiro

Ronaldinho Gaúcho e Assis entram com recurso importante para serem libertados no Paraguai