in

Vai voltar! Estadual do sul do país já tem possível data de retomada

Lucas Figueiredo - Divulgação - CBF
Publicidade

A pandemia do coronavírus deixou os certames estaduais com a continuidade totalmente indefinida. Contudo, apesar do país ainda vivenciar grandes focos da doença, a Federação Catarinense de Futebol está bem próxima de oficializar uma data para a retomada de futebol no estado.

Nesta teça-feira (12), a FCF se reuniu com o governador Carlos Moisés, onde ficou determinada a criação de um grupo de trabalho para monitorar o cenário dos clubes e viabilizar a volta do estadual até o dia 5 de junho.

Publicidade

A comissão formada por representantes do governos e médicos criará um protocolo para monitorar a volta dos clubes aos treinamentos de forma mais próxima. Um decreto autorizando as equipes a retomarem suas respectivas atividades já foi divulgado. 

Se durante este período de monitoramento não surgir um número expressivos de casos da Covid-19 entre funcionários e jogadores, o Campeonato Catarinense tem grandes chances de ser retomado. Caso esse cenário não se concretize, o certame seguirá paralisado.

Publicidade

O último jogo do estadual foi no dia 15 de março, quando os últimos classificados às quartas de final foram definidos.

Na configuração das quartas de final temos os duelos entre Avaí x Chapecoense, Brusque x Joinville, Figueirense x Juventus  e Marcílio Dias x Criciúma. Além dos quatro embates que definirão os semifinalista, ainda há o confronto entre Concórdia e Tubarão, válido pela repescagem contra o rebaixamento.

Coronavírus em Santa Catarina

A região Sul aparece como uma das menos afetadas pela pandemia. De acordo com dados oficiais dos órgãos de saúde, o estado de Santa Catarina registra até o momento 3.529 pessoas infectadas e 69 óbitos – índice que representa quase 50% do que já foi computado na região sul, mas muito inferiores a outras regiões do país.

Publicidade
Next post

Covid-19: após grande gesto de Ronaldo, dois atletas do Valladolid testam positivo

Athletico-PR: Walter abre o jogo sobre vício em comida e revela seu maior problema