in

Secretário da Conmebol dá declaração impactante sobre sequência da Copa Libertadores

Divulgação - Conmebol
Publicidade

A pandemia do coronavírus impactou diretamente na sequência da temporada 2020 do futebol. Paralisada antes da sua terceira rodada da fase de grupos, a Copa Libertadores segue com data indefinida para ser retomada, principalmente pelo fato de cada país sul-americano vivenciar uma realidade diferença na luta contra a doença.

Em entrevista à Rádio2, da Argentina, o secretário-geral adjunto da Conmebol, Gonzalo Belloso, não trouxe um prognóstico muito positivo na retomada da competição à curto prazo. Segundo ele, há a possibilidade do torneio continental só ser concluído em janeiro de 2021.

Publicidade

“Uma das coisas que fizemos foi mudar o calendário, o que nos permitiria compactar um pouco no próximo ano e terminar os Libertadores em janeiro do próximo ano , e poder também realizar a edição de 2021”, disse o secretário-geral da Conmebol.

Segundo Belloso, o futebol só poderá ser retomado quando todos os requisitos de saúde puderem ser cumpridos em sua totalidade. Cenário este, que ele projeta para acontecer no segundo semestre.

Publicidade

Dos países sul-americanos, o Brasil aparece como o mais afetado pela pandemia, tendo acumulado mais de 172 mil infectados e quase 12 mil mortes.

A paralisação

Diante do surgimento dos primeiros casos da Covid-19 nos países sul-americanos, a Conmebol suspendeu as atividades da Copa Libertadores no início de março, antes da terceira rodada da fase de grupos ser iniciada. A Copa Sul-Americana, que também estava em seu curso inicial, também foi suspensa.

Até o momento, a grande final da Copa Libertadores de 2020 está agendada para o dia 21 de novembro, tendo o Maracanã como palco, na segunda edição da competição com mando único da competição.

Publicidade
Next post

Nova camisa do Flamengo divide torcedores nas redes sociais; veja repercussão

Grêmio: quadro de saúde de Diego Souza é atualizado, após testar positivo para Covid-19