in

Corinthians bate o martelo e toma decisão que a Globo não esperava: ‘Não vamos participar’

Reprodução/Portal Mídia Esportiva
Publicidade

A pandemia do novo coronavírus segue causando estragos em todos os principais clubes do Brasil e manter a saúde financeira em meio a paralisação dos jogos tem sido uma dura missão para os dirigentes. No Corinthians não é diferente e o clube é um dos que possuem maior dívida dentre todos os participantes da Série A.

Corinthians manda recado para Globo

O Corinthians vai pagar R$ 750 mil reais ao ex-zagueiro e atualmente dirigente do Athletico-PR, Paulo André, que atuou pelo clube entre 2009 e 2014. O valor é referente a um processo do jogador que afirmava descumprir diversas obrigações trabalhistas.

Dentre os problemas citados estava o trabalho aos domingos e feriados, nos quais o jogador deveria receber pagamento dobrado pelos serviços prestados.

Publicidade

Na tentativa de evitar novos protestos no futuro, o Corinthians enviou um recado à Globo e as federações. No comunicado o clube diz que se reservará o direito de não participar dos jogos caso sejam marcados para aos domingos ou à noite.

Publicidade

“Na hipótese de serem agendadas partidas à noite ou aos domingos, o Sport Club Corinthians Paulista se reserva no direito de eventualmente não participar dos referidos jogos”, diz a carta do Timão.

Saúda financeira do Timão

O Corinthians não passa por bom momento financeiro e possui dívidas na casa dos R$ 800 milhões de reais. No valor citado ainda não está incluído os valores a serem pagos pelo estádio construído e utilizado na Copa do Mundo de 2014.

Apesar de todas as dificuldades financeiras, o clube ainda se movimenta no mercado com a ajuda de parceiros e realizou contratações de alto custo na temporada 2020.

E para você torcedor, o Corinthians acerta ao tentar evitar os jogos realizados aos domingos e à noite? Deixe sua opinião sobre a decisão do clube.

Publicidade
Next post

Vai voltar pro Santos? Peres abre o jogo sobre artilheiro: ‘Futuro a Deus pertence’

Lutador do UFC é suspenso por uso de maconha; já é a segunda punição em sua carreira