in

Gerson foi procurado pelo Corinthians e pai conta todos os detalhes

Divulgação Flamengo
Publicidade

O volante Gerson é um dos grandes nomes da posição atuando no futebol brasileiro. Em fevereiro, quando Tite anunciou os nomes dos 24 convocados para os dois jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo, a ausência de Gerson foi criticada por muita gente. A convocação acabou cancelada devido à pandemia do novo coronavírus.

Gerson foi contratado pelo Flamengo no ano passado. Chegou ao clube, ganhou a posição de titular e se destacou nas campanhas dos títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores da América. Gerson é um dos melhores nomes da posição na atualidade.

Publicidade

Corinthians procurou volante Gerson

O pai do volante Gerson concedeu entrevista ao jornalista Jorge Nicola e abriu o jogo sobre as equipes que procuraram Gerson antes de ele assinar contrato com o Flamengo. “Palmeiras, Corinthians, Grêmio e Atlético-MG também tentaram. Mas eles queriam o Gerson por empréstimo, e a Roma só aceitava vender e pedia 15 milhões de euros”, afirmou o pai do atleta.

Como todos sabem, o Flamengo levou a melhor na disputa e contratou o jogador em definitivo. O clube abriu o cofre e pagou R$ 50 milhões para contratar o volante de apenas 22 anos. Este valor pode ser reembolsado pelo Flamengo em vendas futuras, principalmente, se Gerson for convocado e se destacar pela seleção brasileira.

Publicidade

Dupla de volantes do Corinthians têm ido bem

Os volantes Camacho e Cantillo têm sido elogiados pela torcida corintiana. Cantillo chegou no começo deste ano, fez boas partidas, mas acabou caindo de produção com toda a equipe. Camacho começou bem, se machucou, mas já está disponível para jogar novamente.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Biógrafo de Jorge Jesus faz revelação importante sobre futuro do treinador no Flamengo

Jornal afirma: Real Madrid não mandará jogos restantes no Bernabéu; entenda o motivo