in

Vanderlei Luxemburgo rebate jogador reclamão do Palmeiras: ‘não é novidade’

Divulgação Vasco
Publicidade

O Palmeiras ainda não sabe quando voltará aos treinamentos, mas mesmo em meio à paralisação do futebol brasileiro devido a pandemia causada pelo novo coronavírus, o clube viveu uma polêmica nos últimos dias, após as declarações dadas pelo meio-campista Alejandro Guerra.

O venezuelano retornou de empréstimo ao Bahia e foi dispensado pela comissão técnica. Como tem contrato até o fim do ano, Guerra estava treinando separado do restante do elenco. Quando o treino da equipe era à tarde, Guerra treinava pela manhã, por exemplo.

Em entrevista a um podcast sobre futebol, o jogador reclamou da situação e demonstrou nas palavras que não está nada satisfeito com o que tem vivido no Palmeiras. Guerra foi campeão do Campeonato Brasileiro de 2018 pelo clube.

Publicidade

Luxemburgo comenta declarações de Guerra

Nesta quarta-feira (6), Vanderlei Luxemburgo comentou sobre as declarações dadas pelo jogador. Afinal, Guerra disse que foi comunicado pela diretoria que não interessava à comissão técnica liderada por Luxa. O treinador não criticou o atleta.

Publicidade

“Já vi declarações como essas tantas vezes na minha vida no futebol e vocês também. Não é novidade. Então, não tem que discutir. São declarações normais. Não me incomoda, é um direito que ele tem de externar seus pontos de vista”, afirmou Luxemburgo. 

Luxemburgo tem experiência no futebol

Ao não entrar em atrito com o jogador, Luxemburgo demonstra toda a experiência que tem no futebol. Luxa trabalha como treinador desde o começo dos anos 1990. Em todo esse tempo de carreira, treinou equipes gigantes do futebol brasileiro, chegou à seleção brasileira e comandou também o Real Madrid.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Fluminense: Fred com contrato até 2022 e salário sendo discutido

Souza, ex-volante do São Paulo, fala sobre carreira, decepções e Jair Bolsonaro