in

Gabigol lamenta morte por Covid-19 e se opõe a volta de treinos no Flamengo

Coluna do Fla
Publicidade

O atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, conversou com o humorista Tirulipa e comentou sobre a morte do massagista do Flamengo, Jorginho, de 68 anos. O profissional trabalhava no clube havia 40 anos e morreu em decorrência da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A morte foi confirmada na segunda-feira (4).

Gabigol contou a Tirulipa que as férias foram antecipadas e acabaram no dia 30 de abril. O centroavante do Flamengo confirmou que recebeu um comunicado do clube pedindo aos jogadores que retornem ao Rio de Janeiro. No momento, os jogadores aguardam a programação de quando os treinamentos vão começar.

O atacante do Flamengo, artilheiro do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores da América, no ano passado. Gabigol contou que ficou muito mal com a morte de Jorginho e recordou que o massagista foi a primeira pessoa que encontro no Ninho do Urubu quando chegou ao Flamengo, no ano passado.

Publicidade

Gabigol não quer voltar aos treinamentos agora

O atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, disse também que agora há 11 estrelas no céu para apoiar o clube. Ele fez referência aos dez jovens mortos no incêndio ocorrido no CT Ninho do Urubu, no ano passado. “Estou muito triste. Também já falei com a maioria que a gente não volte agora em luto por ele. Agora temos 11 estrelas no céu para nos apoiar lá de cima”, concluiu o jogador.

Publicidade

O Flamengo se prepara para voltar dos treinamentos. O clube realizou testes no elenco, comissão técnica e demais profissionais. Dos 293 exames realizados, 38 deram positivo para a Covid-19. Isso significa que 13% das pessoas testadas estão com a doença causada pelo coronavírus.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Maicon vence processo contra São Paulo e manda recado: ‘torcedor do SP menos mimimi’

Fluminense: Fred com contrato até 2022 e salário sendo discutido