in

Jorge Sampaoli faz convite inusitado para craque que queria em seu time: ‘aqui pode beber’

Divulgação: Atlético-MG
Publicidade

Jorge Sampaoli parece ser daqueles treinadores que se preocupam apenas com a entrega de seus jogadores em campo, e a história contada pelo francês Nasri, em live nas redes sociais, mostra um pouco disso. O craque francês conversou com seus seguidores e recordou os tempos em que conviveu com Sampaoli, no Sevilla.

Nasri estava no Manchester City, sem muitas chances com Pep Guardiola, quando foi sondado por Sampaoli. O jogador revelou detalhes da conversa que teve com o treinador e chamou a atenção o fato como o argentino lida com seus comandados. 

“Sampaoli me queria tanto que me dizia: ‘Vem à nossa equipe, pode beber, ir a uma discoteca, fazer o que quiser e te cobrirei diante do clube. Só te peço que seja bom no campo no fim de semana’. De fato, se eu queria ir ver minha família um fim de semana que não tivesse que jogar, Sampaoli me dizia que se encarregaria de cuidar do cachorro”, recordou Nasri.

Publicidade

O jogador afirmou também que teve uma relação de amizade com o treinador argentino a quem classificou como um amigo. Nasri contou que mesmo sem entender espanhol tinha calafrios ao ouvir Sampaoli no vestiário do Sevilla antes das partidas. 

Publicidade

Sampaoli está no Atlético-MG

Depois do Sevilla, Sampaoli passou pela seleção argentina e pelo Santos. Em ambos os locais fez bons trabalhos. No Peixe, mesmo com elenco limitado e sem os reforços que pedia à diretoria, terminou o Campeonato Brasileiro na segunda posição, atrás apenas do Flamengo. Sampaoli aceitou o convite para dirigir o Galo com a promessa de que receberia reforços para brigar na parte de cima da tabela do Brasileirão.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Estudo aponta os clubes que mais se endividaram em 2019; veja o ranking

Crise faz Inter promover ‘limpa’ no quadro de funcionários; ídolo do clube está no meio