in

Caso Ronaldinho: a última grande esperança para deixar a prisão domiciliar no Paraguai

Divulgação ABC Color
Publicidade

Ronaldinho e seu irmão, Roberto Assis, seguem presos no Paraguai. Os dois estão no país desde o dia 4 de março, quando viajaram para lá para que Ronaldinho participasse de alguns eventos. No dia 6, foram presos na Agrupación Especializada de Assunção. No dia 7 de abril, depois de 32 dias detidos, a defesa conseguiu transferência para a prisão domiciliar.

Desde então, Ronaldinho e Assis estão em um hotel de luxo localizado no centro histórico de Assunção. O ex-craque do futebol mundial e seu irmão empresário não podem sair do local e são acompanhados pela polícia, conforme pedido feito pelo Ministério Público do Paraguai.

Defesa tenta mais uma cartada para tirá-los do Paraguai

A defesa de Ronaldinho e de Assis ingressou com mais um pedido de soltura na defesa paraguaia, nesta segunda-feira (4). O pedido acontece no momento em que o país vizinho ao Brasil coloca fim à quarentena. Os órgãos públicos do país estavam fechados devido à pandemia causada pelo novo coronavírus.

Publicidade

Apesar de o recurso ser protocolado, ainda não existe previsão de quando ele será analisado e, menos ainda, de qual decisão a Justiça vai tomar. Em caso favorável, Ronaldinho e Assis recebem autorização para retornar ao Brasil e o ex-craque poder fazer o mais quer: abraçar e beijar sua mãe, que passou por cirurgia meses atrás e deve estar morrendo de saudades do filho.

Publicidade

Situação pode ser revertida

Ronaldinho e Assis seguem presos, mas a defesa e eles mesmos aguardam uma decisão favorável. A defesa dos irmãos brasileiros alegam que a perícia no celular de Assis não mostrou nenhuma ligação do empresário com a Dalia López, empresária paraguaia apontada como chefe de um suposto esquema de lavagem de dinheiro.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Ex-jogador é declarado morto, aparece quatro anos depois e suspeita de golpe é detalhada

Craque exibe luxo e riqueza, mas se nega a doar dinheiro para combater coronavírus