in

Denílson dá declaração polêmica sobre volta dos treinos e é rebatido por colegas

Divulgação - Gazeta Esportiva
Publicidade

O cenário do futebol brasileiro segue indefinido em função da pandemia do coronavírus. Mesmo com o país não tendo vivenciado o chamado pico da doença, a CBF e o Ministério da Saúde sinalizaram positivamente quanto a uma volta dos treinamentos. A decisão final, no entanto, caberá aos governos estaduais e órgãos de saúde locais, contudo, grande tem sido a discussão sobre o assunto.

No programa Jogo Aberto desta segunda-feira (04), o ex-jogador Denílson se mostrou favorável que os clubes voltem seus respectivos treinamentos, mesmo diante da pandemia vivenciada.

“Eu acho que tem que treinar para manter o condicionamento físico, a gente não sabe até quando vai essa questão da pandemia. E também não dá para você ficar pagando os jogadores, e eles dentro de casa. Por mais que não seja culpa dos jogadores, isso é fato, mas os jogadores precisam estar em atividade, precisa cuidar do corpo, manter o condicionamento físico”, afirmou Denílson. 

Publicidade

O pentacampeão foi o único na bancada a ter essa opinião, e foi rebatido por Héverton e Paulo. De acordo com Héverton, o fato de cada estado vivenciar uma realidade distinta um clube poderia levar vantagem sobre o outro, e também questionou o porquê da realização de treinamentos se não há a previsão para jogar, pensamento compartilhado por Paulo.

Publicidade

Dupla Gre-nal vai voltar

O Internacional e o Grêmio foram os primeiros clubes a anunciarem a retomada de suas respectivas atividades. Respeitando uma série de protocolos, os clubes gaúchos iniciaram os trabalhos nesta segunda-feira.

Em São Paulo, no entanto, o Palmeiras já antecipou que não retornará ao CT, e seguirá monitorando os atletas por vídeo. O calendário nacional está suspenso desde o dia 15 de março, quando surgiram os primeiros casos do coronavírus.

Publicidade

São Paulo FC recebe quantia milionária do Barcelona pela compra de jovem talento

Flamengo de luto: funcionário mais antigo do clube morre vítima do coronavírus