in

São Paulo FC recebe quantia milionária do Barcelona pela compra de jovem talento

Fernando Dantas/Gazeta Press
Publicidade

A crise provocada pelo coronavírus atinge o setor financeiro dos clubes brasileiros. Com as competições suspensas indeterminadamente, as equipes perdem suas principais receitas, como os direitos de imagem com a transmissão pela televisão, as bilheterias dos jogos e as verbas oriundas da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e demais federações estaduais.

São Paulo FC e a venda de jogadores

Uma saída plausível no momento é a negociação de alguns jogadores para o exterior, a fim de reduzir a folha salarial e injetar dinheiro nos cofres. Neste quesito, o São Paulo FC ostenta certa tranquilidade, tendo em vista um vasto plantel à disposição, além de possuir 100% dos direitos econômicos da maioria dos seus atletas.

Publicidade

Após a venda de Antony para o Ajax-HOL e as sondagens de Juventus e Real Madrid por Igor Gomes, o clube está próximo de fechar negócio envolvendo a transação de uma das jovens promessas reveladas nas categorias de base de Cotia. Gustavo Maia recebeu 1 milhão de euros (quase R$ 6 milhões) como sinal para a sua aquisição por parte do Barcelona.

Tricolor Paulista enxerga bom negócio

A transação é altamente lucrativa para o São Paulo. O clube ficará com 30% dos direitos econômicos do jogador, e poderá lucrar em uma futura transação. Além disso, Gustavo Maia não é um nome de extrema importância para o plantel do técnico Fernando Diniz.

Publicidade

O destaque do jovem de 19 anos veio após protagonismo na Copa São Paulo de Futebol Júnior. O Barcelona tem até o dia 15 de junho para confirmar o direito de compra. O Tricolor Paulista segue no aguardo da confirmação do negócio, bem que o pagamento inicial sobre a preferência de compra.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post

Grêmio aceita vender Everton por 30 milhões de euros para confrontar crise, diz jornal

Denílson dá declaração polêmica sobre volta dos treinos e é rebatido por colegas