in

Jorge Jesus surpreende ao falar sobre volta aos treinos em plena pandemia

Alexandre Vidal - Divulgação - Flamengo
Publicidade

De volta ao Brasil, após passar quase um mês em Portugal, respeitando a quarentena, o técnico Jorge Jesus se mostrou favorável à retomada dos treinamentos ,mesmo em meio à pandemia do coronavírus que assola o Brasil. Em seu embarque rumo ao Rio de Janeiro, o comandante do Flamengo conversou com a imprensa portuguesa sobre o assunto, e garantiu que o vírus deve ser enfrentado.

Em decorrência da pandemia, o futebol brasileiro, em sua maior parte, está paralisado desde o dia 15 de março. Diante do cenário de momento, as equipes liberaram seus funcionários e jogadores determinando férias coletivas – muitos deles fixaram o dia 30 de abril como prazo final para o período.

“Sei que, em Portugal, as equipes vão começar segunda-feira. Acho muito bom. Nós temos de saber conviver com o vírus. Os jogadores são trabalhadores e as equipes dão condições aos seus profissionais de garantia e de trabalho que muitas empresas não dão”, disse o comandante do Fla.

Publicidade

Aval da CBF

No início da semana, a CBF autorizou as equipes a retomarem as atividades a partir desta sexta-feira (01). O Ministério da Saúde já se posicionou à favor do regresso às atividades. Nesta manhã, Internacional e Grêmio oficializou que a reapresentação dos jogadores ocorrerá na próxima segunda (04).

Publicidade

Embora a entidade brasileira tenha dado a liberação, os clubes ainda dependerão do aval dos governos estaduais e municipais para viabilizar a retomada dos treinamentos, uma vez que cada região tem um cenário distinto no combate à pandemia. No estado do Rio de Janeiro, por exemplo, o isolamento social foi prolongada para até o dia 11 de maio. Já na capital carioca, o decreto vale até o dia 15.

Em seu último compromisso na atual temporada, o Flamengo derrotou a Portuguesa-RJ pelo placar de 2 a 1, em confronto da Taça Rio.

Publicidade
Next post

Repórter esportivo de afiliada da Globo confirma que está com o coronavírus

Ex-Santos muito perto do São Paulo; torcida se anima