in

Flamengo perde número expressivo de sócios-torcedores em meio à pandemia

Coluna do Fla
Publicidade

O Flamengo teve um ano de 2019 inesquecível. Depois de ser campeão do Campeonato Carioca ainda sob o comando de Abel Braga, o Rubro-negro contratou Jorge Jesus e o treinador português fez a equipe jogar um futebol impressionante. Não à toa, o Fla conquistou dois títulos no segundo semestre.

Jogando um futebol empolgante, a equipe conquistou Copa Libertadores da América, depois de um hiato de 38 anos, e Campeonato Brasileiro, após 10 anos na fila. O mais impressionante é que as duas taças foram conquistadas no mesmo fim de semana de novembro.

Publicidade

Flamengo começou 2020 com tudo

Após um 2019 inesquecível, o Flamengo começou o novo ano de forma espetacular. Em fevereiro, três taças foram conquistadas. Primeiro a Supercopa do Brasil, em vitória por 3 a 0 sobre o Athletico-PR. Depois, ergueu a Taça Guanabara. Por fim, conquistou a Recopa Sul-Americana. No jogo de volta, no Estádio do Maracanã, venceu o Independiente del Valle por 3 a 0. A torcida fez a festa com tantos títulos.

Flamengo perde sócios-torcedores

Em março, a pandemia causada pelo novo coronavírus parou o futebol mundial. Depois de faturar R$ 950 milhões no ano passado, o clube carioca se viu diante da ausência de jogos e com uma folha de pagamento milionária para bancar todos os meses.

Publicidade

A crise tem afetado todo mundo e muitos torcedores cancelaram o plano de sócio-torcedor do clube. De acordo com o blog De Primeira, do UOL, o Flamengo tinha 130 mil sócios e já perdeu cerca de 22 mil. O número pode crescer nas próximas semanas.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Palmeiras: com folha de R$ 14 milhões, salários do elenco e de Luxemburgo são reduzidos

Cavani no Verdão? Presidente do Palmeiras revela conversa com o empresário do uruguaio