in

Crise no Flamengo? Rubro-negro toma medida surpreendente por conta da crise do coronavírus

Divulgação - Alexandre Vidal - Flamengo
Publicidade

O impacto do coronavírus nas equipes de futebol tem sido avassalador. Sem receitas por bilheterias dos jogos, patrocinadores atrasando pagamento, até mesmo os clubes tido como os mais ricos do Brasil estão sofrendo com a crise. Dono de uma receita astronômica, o Flamengo tem encontrado inúmeros desafios para contornar o cenário, e foi obrigado a tomar mais uma medida drástica.

De acordo com apuração do Globoesporte.com, o clube rubro-negro iniciou nesta quinta-feira (30), uma onda de demissões no quadro de funcionários da Gávea e do Ninho Urubu. Mais de dez profissionais foram desligados de suas respectivas funções.

Publicidade

Os cortes não irão parar por aí. Segundo o portal, são previstas cerca de 60 demissões. Ao que tudo indica, os funcionários serão notificados entre hoje e amanhã. Além da medida drástica, o clube ainda prevê um corte salarial de funcionários que vão voltar às atividades.

O clube da Gávea confirmou a decisão e informou que o posicionamento não chegará a impactar 10% do seu quatro de funcionários, que contém cerca de mil pessoas. A iniciativa da diretoria rubro-negra é antecipar um cenário de crise que já se desenha por conta da crise. Recentemente, o clube adquiriu um crédito bancário de R$ 50 milhões para assegurar os seus vencimentos.

Publicidade

Possível regresso

Oficialmente, o Flamengo ainda não anunciou quando voltará aos treinamentos. Nesta terça-feira (28), em nota oficial divulgada, a CBF autorizou as equipes para a retomada das atividades. Nos bastidores, o clube carioca busca viabilizar a liberação junto aos órgãos de saúde e autoridades do estado do Rio de Janeiro.

O Rio é o segundo estado com mais casos registrados da Covid-19 no país. No balanço mais recente, a região tinha quase 9 mil casos confirmados e 974 mortes registradas.

Publicidade
Next post

Craque da Série A surpreende e dispara sobre o Flamengo: ‘temos que aprender com eles’

Corinthians, Lula e Odebrecht: Operação Lava Jato destruiu planos envolvidos na Arena