in

Presidente de clube nordestino testa positivo para o coronavírus

Divulgação - ONU
Publicidade

O presidente do Náutico, Edno Melo, foi diagnosticado com o novo coronavírus. Mesmo seguindo a quarentena de forma rígida, o mandatário alvirrubro acabou sendo contaminado pela esposa, que é médica e atua na linha de frente no combate à doença, e também foi acometida pelo vírus.

Em nota oficial, a assessoria de imprensa do Timbu confirmou a informação e desejou uma pronta recuperação ao presidente.

Publicidade

“O Clube Náutico Capibaribe vem a público informar que o presidente Edno Melo testou positivo para o novo coronavírus. Toda a Nação Alvirrubra está unida torcendo pela sua plena recuperação e mandando energias positivas para o presidente. #ForçaEdno”, publicou o alvirrubro nas redes sociais.

Em contato rápido com a reportagem do Globoesporte.com, o mandatário do Náutico falou sobre os sintomas, mas projetou uma melhora rápida.

Publicidade

“Estou com todos os sintomas que você imaginar. Se não melhorar hoje, infelizmente terei que ir para o hospital, mas vou ficar bom”, disse o presidente do Timbu.

Números no estado

Pernambuco é um dos estados mais afetados pela pandemia do coronavírus. No último balanço divulgado, a região computava 5.358 casos confirmados do novo coronavírus e 450 mortes, ficando atrás somente de São Paulo, Rio de Janeiro e do Ceará.

No Brasil, os números da Covid-19 ultrapassam a cada dos 66 mil infectados – destes, mais de 30 mil já foram curados – e 4.555 óbitos.

Timbu parado

Em decorrência da pandemia, o Náutico segue com as suas atividades suspensas. Os jogadores estão de férias coletivas até a próxima quinta-feira (30). Nos bastidores, o clube ainda discute junto à FPF (Federação Pernambucana de Futebol) como poderá ser a retomada das atividades. Ao que tudo indica, em primeiro instante, os atletas continuarão realizando exercícios em casa.

Publicidade
Next post

Marcinho no Flamengo? Renovação do lateral-direito com o Botafogo fica muito difícil

Zinho revela ter passado vergonha pública com Ronaldinho no Fla: ‘indisciplina’