in

Inveja? Presidente do Corinthians alfineta gestão do Flamengo: ‘Que patamar está?’

Divulgação - Daniel Augusto - Corinthians
Publicidade

Protagonista na última temporada tendo faturado o Brasileirão e a Copa Libertadores, o Flamengo se tornou o time a ser batido e a referência para outros clubes no quesito gestão. Convidado do programa Jogo Aberto, da Band, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, mostrou irritação com o fato de sua equipe ser comparada ao rubro-negro carioca.

Questionado por um dos comentaristas se o clube da Gávea estaria em um “patamar” diferente do Timão, o mandatário alvinegro mostrou impaciência e minimizou os feitos recentes da gestão rubro-negra.

Publicidade

“Qual patamar que ele está? Ganhou a Libertadores ano passado. Calma! A gente já teve grandes times, o Flamengo já teve grandes times, depois ficou fraco, ficou forte. Isso não é questão de gestão, de nada. Daqui a seis meses o Flamengo está com problema, dificuldade financeira, e aí vocês vão falar que a gestão era boa ou ruim?”, disse Andrés Sanchez.

Segundo o mandatário alvinegro, Corinthians e Flamengo sempre foram potências, contudo, a superioridade dos cariocas no momento deve-se ao fato do clube ter tido sucesso na venda de jogadores em um curto período de tempo. Citando o título do Timão na Libertadores de 2012, Andrés afirmou que o futebol é cíclico, com cada equipe tendo o seu momento.

Publicidade

Momento turbulento no Timão

Eliminado na fase pré da Copa Libertadores, o Corinthians vivenciava um cenário dramático no Campeonato Paulista antes da paralisação do futebol, com grandes riscos de ser eliminado ainda na fase de grupos.

Pressionado, o técnico Tiago Nunes chegou a fazer críticas sobre o Centro de Inteligência, e acabou sendo rebatido por Andrés Sanchez, que não garantiu a manutenção do treinador até o fim do ano em entrevista concedida ao jornalista Jorge Nicola.

Publicidade
Next post

Atlético-MG: Ricardo Oliveira perde espaço com Jorge Sampaoli e pode sair

Corinthians: Andrés Sanchez não garante Tiago Nunes até o fim do ano