in

Champions League já teria prazo para retornar e reunião importante é realizada

Divulgação
Publicidade

A pandemia do coronavírus impactou de vez no calendário do futebol mundial. No Velho Continente, a temporada acabou sendo paralisada quando estava prestes a chegar em sua reta decisiva. Principal competição de clubes, a Champions League encaminhava-se para sua fase de quartas de final quando foi suspensa. Apesar do cenário de indefinição, o torneio continental deve retornar as atividades em agosto.

De acordo com a emissora britânica BBC nesta quinta-feira (23), a Uefa trabalha para retomar a Champions League em agosto. Diante de uma maratona de jogos, a competição seria encerrada ainda no mesmo mês.

Segundo a BBC, as conversas na última quarta entre os clubes e a Uefa apontaram o mês de agosto como uma possível solução para viabilizar a retomada do calendário para finalizar os torneios nacionais entre junho e julho. Enquanto Champions e Liga tem continuidade projetada para agosto.

Publicidade

Reunião importante

Nesta quinta-feira (23), está prevista uma nova reunião que pode resultar em um plano oficial para a temporada. Contudo, a conclusão da retomada do futebol segue como incerta, principalmente pelo cenário de indefinição no combate à pandemia. Apesar da queda nos números de infectados, ainda há o risco de contágio, e cada país tem uma realidade distinta.

Publicidade

Quando parou?

A Champions League foi suspensa quando restava a conclusão dos últimos jogos de volta das oitavas de final. Até o momento, Paris Saint-Germain, Atalanta, Atlético de Madrid e Tottenham já garantiram os seus respectivos passaportes para as quartas de final.

Os outros confrontos restantes para definir os últimos classificados são: Manchester City x Real Madrid, Bayern x Chelsea, Juventus x Lyon e Napoli x Barcelona. City, Bayern e Lyon saíram em vantagem por ter vencido o primeiro duelo. Já Napoli e Barça empataram em 1 a 1 na ida.

Publicidade
Next post

Neymar Jr. e uma estratégia para boicotar a assinatura de Mbappé

Philippe Coutinho e o novo destino que surpreende