in

Mourinho no Brasil? Treinador fala sobre a possibilidade de comandar um time brasileiro

Divulgação - Manchester United
Publicidade

Tido como um dos técnicos mais renomados do futebol mundial, o português José Mourinho divide opiniões quanto à sua filosofia e estilo de trabalho. Em entrevista exclusiva ao Expediente Futebol, do FOX Sports, o Special One comentou sobre a possibilidade de um dia treinar uma equipe brasileira.

Atualmente no comando do Tottenham, da Inglaterra, José Mourinho teve seu nome ligado ao Flamengo na temporada passada quando estava desempregado após deixar o Manchester United. Naquela oportunidade, dirigentes do Fla estavam na Europa para conversar com o Special One. Contudo, as tratativas não deram certo, e o rubro-negro acabou optando por outro português, Jorge Jesus – protagonista na campanha histórica dos rubro-negros em 2019.

“No futebol acho que nunca se pode dizer: desta água nunca beberei. Nunca se sabe muito bem o que vai acontecer. Saí de Portugal em 2004 e ainda não voltei, há quem espera que eu um dia volte para treinar a seleção portuguesa, e eu nem consigo diz que sim ou não. Uma coisa que eu digo é que tenho 57 anos e isso é pouco para um treinador. As pessoas pensam que que estou cansado porque estou nessa alta dimensão há muitos anos, mas eu estou cansado de estar em casa agora com o coronavírus, não estou cansado de treinar e jogar. Se Deus quiser e me der saúde, terei muitos anos pela frente”, afirmou Mourinho.

Publicidade

Polêmicas com jogadores

Ainda durante o programa, Mourinho negou ter algum tipo de desavença com jogador baladado. De acordo com o Special One, empecilhos só surgiam quando um determinado atleta não demonstrava gana para triunfar.

Publicidade

Contratado pelo Tottenham para esta temporada, José Mourinho teve um início avassalador, contudo, acabou vendo a sua equipe oscilar bastante, amargando assim eliminações não só nas competições copeiras da Inglaterra, como também na Champions League, onde amargou uma eliminação vexatória para o RB Leipzig, perdendo as duas partidas.

Antes da Premier League ser interrompida por conta da pandemia do coronavírus, os Spurs ocupavam a oitava posição na tabela, com 41 tentos somados – sete a menos em relação ao arquirrival Chelsea, primeiro a abrir a zona classificatória para a próxima edição da Champions.

Publicidade

Presidente da FPF faz revelação importante sobre retomada do futebol no país

Já vai? Cruzeiro é pego de surpresa e toma decisão que ninguém esperava: ‘Xodó de saída’