in

Ronaldinho sofre mais um duro golpe em prisão no Paraguai

G1
Publicidade

Ronaldinho e seu irmão, Roberto Assis, estão presos no Paraguai desde o dia 6 de março. Os irmãos chegaram ao país no dia de 4 março, com passaportes e cédulas de identidade falsas. Dois dias depois, foram encaminhados à Agrupación Especializada de Assunção, na capital do país.

Ronaldinho e Assis foram presos, devido ao uso dos documentos falsos, mas a investigação continua sendo realizada. Depois de 32 dias atrás das grades, eles foram transferidos para a prisão domiciliar, após quatro tentativas da defesa dos brasileiros.

Ronaldo sofre castigo no Paraguai

Ronaldinho e Assis já não aguentam mais ficar preso no Paraguai. Nas redes sociais, muitos internautas perguntam até quando eles ficarão detidos no país. E a resposta mais simples para isso é: ninguém sabe. Não há previsão por causa do andamento das investigações.

Publicidade

Os dois acabaram de sofrer mais um duro castigo no país devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. A Justiça do país só volta a funcionar no dia 27 de abril. Inicialmente, a data prevista para acabar a quarentena e a Justiça voltar a funcionário normalmente seria nesta segunda-feira (20).

Publicidade

Ronaldinho não tem previsão de voltar ao Brasil

Depois de a defesa de Ronaldinho e Assis conseguir levar os dois para a prisão domiciliar, o objetivo agora é receber a autorização para que eles retornem ao Brasil e aguardem o restante da investigação de suas casas. Com o funcionamento limitado da Justiça, somente casos importantes estão sendo acompanhados pelo Judiciário do Paraguai. Ronaldinho e Assis ficam em segundo plano.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Corinthians: Jô na mira do Timão com salário de até R$ 700 mil

Palmeiras deve receber R$ 17 milhões com volta de Roger Guedes ao Brasil