in

Presidente do Barcelona sai em defesa Ronaldinho e diz que ex-jogador foi ‘enganado’

Divulgação - Barcelona
Publicidade

Detido há quase dois meses no Paraguai por conta de estar portando documentos falsificados, o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho segue com futuro indefinido e no aguardo das investigações. A exemplo de muitas celebridades e companheiros do “bruxo”, o ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, saiu em defesa do brasileiro, classificando o mesmo como “vítima”.

Em entrevista ao jornal espanhol “Mundo Deportivo”, o ex-mandatário do time blaugrano, que inclusive foi responsável por viabilizar a contratação de R10, afirmou que o ex-jogador não sabe o real motivo porque foi preso, e está sendo “enganado”.

“Ronaldinho não sabe ainda por que foi preso. Alguém o enganou e não explicou a verdade. O futebol é sorriso. Espero que continue pensando em futebol, mas sobretudo que siga sorrindo” – pontuou Sandro Rosell.

Publicidade

Boa amizade

O ex-mandatário blaugrano conhece bem Ronaldinho, e sempre teve um bom relacionamento desde quando o “bruxo” defendia as cores do time catalão. Vendo a ascensão do jogador com a camisa da Seleção Brasileira, Rossel não titubeou para efetuar a contratação do meia, que acabou correspondendo as expectativas e representou uma remontada do Barça à nível mundial.

Publicidade

Prisão domiciliar

Depois de passar 32 dias detido no Agrupación Especializada, em Assunção, Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Assis conseguiram uma liberação para ficarem detido em um hotel luxuoso na capital paraguaia. Para isso, a dupla teve que depositar mais de R$ 8 milhões em juízo ao Banco Nacional de Fomento, do Paraguai.

Publicidade

Flamengo emociona com auxílio necessário em meio à pandemia de coronavírus

Felipão revela que esteve próximo de acerto com clube argentino e fala sobre aposentadoria