in

F1: a decisão da Fórmula 1 que promete mudar de vez as corridas de automobilismo

R7
Publicidade

Quando voltam as corridas de fórmula 1? Com a pandemia do coronavírus, um dos esportes mais afetados no planeta é a Fórmula 1. As corridas custam caro e boa parte da verba é dos ingressos dos torcedores, que custam bem mais que os do futebol. Para sobreviver, a Fórmula 1 mudará a forma das corridas como conhecemos hoje.

Na semana que vem, está prevista uma reunião com os principais líderes da categoria, que devem, justamente falar o quanto mais barata custará a Fórmula 1. Já nesta quinta-feira, 16 de abril, no entanto, houve uma videoconferência com as 10 equipes que pretendem continuar na disputa. 

Fórmula 1 estabelece o quanto precisará custar mais barato para sobreviver

As três principais equipes estabeleceram que receberam cerca de 725 milhões de reais em 2021. O valor cai para 650 milhões em 2022. Ferrari, Mercedes Bens e Red Bull aceitaram fazer essa redução, mas não pretendem gastar menos do que esses valores acordados. O objetivo é ajudar as equipes menores a serem competitivas mesmo com a queda do dinheiro.

Publicidade

Em meio à crises como a do coronavírus, uma das principais interrupções de negócios é o da publicidade. No caso da Fórmula 1, a publicidade é extremamente cara.

Publicidade

De acordo com informações do site Web Motors, especializado no esporte de quatro rodas, Mattia Binotto, da Ferrari e Toto Wolff, Mercedes, explicaram que seus times têm uma seção na fábrica destinada apenas à produção de componentes e assistência às escuderias clientes. Ou seja, não conseguirão reduzir mais os custos porque já tem outros negócios que vão além das corridas.

Publicidade
Avatar

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.

Gerson na Seleção Brasileira? Jornalista diz o que nenhum torcedor do Flamengo esperava

Babu do BBB20 vira comentário do Fortaleza, após ser exaltado pelo Flamengo