in

Ex-diretor de futebol do Palmeiras explica ‘não’ dado para a compra de artilheiro do Fla

Divulgação - Alexandre Vidal - Flamengo
Publicidade

Protagonista no Flamengo, o atacante Bruno Henrique poderia ter rumado para outro clube diferente quando pertencia ao Santos. Em entrevista ao programa FOX Sports Rádio, o ex-diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, revelou que o jogador foi oferecido ao alviverde pela diretoria santista, contudo, as tratativas não evoluíram.

Segundo Mattos, que hoje é diretor de futebol no Atlético-MG, o Santos acabou efetuando uma pedida alta de mais para a realidade palestrina, e posteriormente, Bruno Henrique saiu muito mais barato para o Flamengo em relação ao valor ofertado para o Palmeiras. 

“Teve uma reunião de presidentes, e o Maurício me ligou falando que o presidente do Santos estava chateado com o Flamengo, perguntou se eu queria o Bruno Henrique. Eu falei “claro que queremos, quanto ele quer? Dez milhões de euros mais o Raphael Veiga”. Falei que não era certo, o Maurício concordou, e o Bruno Henrique foi para o Flamengo por 5 milhões de euros. Ninguém quer vender para rival”, disse Mattos.

Publicidade

Números expressivos

Dentro das quatro linhas Bruno Henrique tem justificado todo o investimento do Fla em sua contratação. Em 2019, o jogador anotou 35 gols em 62 jogos disputados. Ao lado do companheiro Gabigol, o camisa 27 figurou no topo dos artilheiros do futebol brasileiro.

Publicidade

De quebra, o ex-Santos foi eleito o craque do Brasileirão e também da Copa Libertadores, onde o clube rubro-negro faturou o título após décadas de jejum, e ainda o título do “Rei da América”. As boas apresentações renderam ao atacante uma convocação para a Seleção Brasileira.

O “pacote” dos bons números e atuações acima da média, renderam ao atacante a sua renovação de contrato junto ao Flamengo. No fim de janeiro, o rubro-negro enfim conseguiu oficializar a prorrogação de contrato do jogador, que agora está vigente até o fim de 2023.

Publicidade
Next post

Bruno Henrique no Palmeiras? Bastidores do mercado da bola são revelados

Caso Ronaldinho: autoridade brasileira abre o jogo sobre momento difícil vivido pelo craque