in

Flamengo não é favorecido com venda dos direitos de transmissão do Brasileirão no exterior

Divulgação Flamengo
Publicidade

Os representantes dos 20 clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro se reuniram para discutir sobre a venda dos direitos de transmissão dos jogos do torneio para o exterior. De acordo com o jornalista Jorge Nicola, do Yahoo, algumas condições foram definidas e os clubes negociam a venda dos direitos de transmissão do Brasileirão.

As condições que haviam sido impostas são concorrência aberta e exigência de um contrato de quatro anos de duração. As vendas dos direitos se dariam em três modalidades: direitos de transmissão de TV, streaming (exibição das partidas online) e streaming for bets (relacionadas aos sites de apostas).

Publicidade

Direitos de transmissão do Brasileirão podem ser vendidos nos próximos dias

A venda dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro pode ser fechada na próxima sexta-feira (17), de acordo com Jorge Nicola. O presidente de um clube teria informado ao jornalista que as propostas foram apresentadas (há mais de duas) e as conversas caminharam bem. Há a parte burocrática e jurídica em meio a negociação.

Clubes receberão valor igual

A melhor proposta apresentada aos clubes estaria na casa dos 10 milhões de dólares (R$ 51,6 milhões na cotação atual) por ano. Este valor seria dividido de forma igual entre os clubes que disputam o Brasileirão. Neste cenário, cada um deles receberia R$ 2,6 milhões.

Publicidade

O Flamengo, time de maior torcida do Brasil, não receberia mais do que os demais. O Rubro-negro recebe valor maior do grupo Globo na transmissão do torneio em TV aberta, TV fechada e pay-per-view no Brasil. O maior contrato ainda prevê para os clubes 50% do lucro com os pacotes vendidos fora do país.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Corinthians: ex-presidente do Flamengo é convidado para trabalhar no Timão

Cavani no Corinthians? Diretor abre o jogo: ‘temos que pensar grande’