in

Corinthians: ex-presidente do Flamengo é convidado para trabalhar no Timão

Fla TV
Publicidade

Eduardo Bandeira de Mello foi presidente do Flamengo entre 2013 e 2018 e tem seu trabalho reconhecido pelo mundo do futebol. Naquela ocasião, o Rubro-negro não conquistou títulos importantes, mas conseguiu se consolidar financeiramente para, depois desse período, conquistar Copa Libertadores da América e Campeonato Brasileiro.

Quando Bandeira de Mello chegou ao Flamengo, em 2013, o clube era praticamente uma terra arrasada. Tudo mudou sob o seu comando e os frutos foram colhidos depois de sua administração. O dirigente é reconhecido pelo ótimo trabalho e isso reverbera também em outros clubes.

Mário Gobbi convida Bandeira de Mello para trabalhar no Corinthians

Bandeira de Mello participou de uma live com candidatos à presidência do Corinthians. O Timão está em ano de eleição e o ambiente político do clube está muito agitado. Nesta live participaram os candidatos Mário Gobbi e Felipe Ezabella.

Publicidade

Durante a live, Bandeira de Mello foi questionado se aceitaria trabalhar no Corinthians. O convite para isso partiu de Mário Gobbi, candidato mais forte dentro do clube. Ele deve ser o substituto de Andrés Sanchez no comando do alvinegro.

Publicidade

Ex-presidente do Flamengo se esquiva na resposta
direta

Ao responder o convite, Bandeira de Mello agradeceu, mas se esquivou de uma resposta mais direta. “Fico muito lisonjeado com essa lembrança. O presidente Mário Gobbi é muito gentil e isso é claro que é um reconhecimento de torcedores e de dirigentes de outro clube, um clube com a dimensão do Corinthians. Isso é reconhecimento daquilo que a gente fez lá no Flamengo”, afirmou o ex-dirigente.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Muricy Ramalho critica Jorge Sampaoli sem medo e o chama de ingrato

Flamengo não é favorecido com venda dos direitos de transmissão do Brasileirão no exterior