in

Gabigol abre o jogo em conversa com ex-craque do Flamengo: ‘sou mais ídolo que você’

Divulgação Flamengo
Publicidade

Gabigol é um dos grandes ídolos do Flamengo na atualidade. O centroavante conquistou a torcida ao fazer gols decisivos e ajudar nas conquistas da Copa Libertadores da América e do Campeonato Brasileiro. O camisa 9 chegou ao Flamengo no ano passado e tornou-se ídolo da exigente torcida rubro-negra.

Gabigol marcou dois gols na final da Libertadores contra o River Plate. O time argentino vencia por 1 a 0 até pouco depois dos 40 minutos do segundo tempo. O atacante marcou duas vezes e foi fundamental na conquista que a torcida esperava havia 38 anos.

Júlio César fala sobre Gabigol

Ídolo da torcida do Flamengo, o ex-goleiro Júlio César deu entrevista ao programa Expediente Futebol, do canal Fox Sports, e falou sobre a comparação entre Gabigol e Zico. O ex-goleiro deixou claro que não há comparação entre os dois. Zico foi colocado rei e Gabigol, como princípe por Júlio César.

Publicidade

O ex-goleiro disse ainda que Zico foi criado no Flamengo e só defendeu a equipe no Brasil. O Galinho jogou também na Itália e no Japão. Em ambos os países, ele é ídolo. Segundo o ex-goleiro, é difícil algum jogador ultrapassar Zico.

Publicidade

Júlio César revela conversa com Gabigol

O ex-goleiro do Flamengo também confidenciou uma conversa com o atacante. “O Gabi vai me matar… (risos) Em uma ligação de vídeo, estávamos conversando, não tinha nem ganho os títulos ainda, mas ele já estava bem ídolo da torcida. Ele disse: ‘Você eu já passei, sou mais ídolo que você no Flamengo. Quando o Zico me ligar, vou mandar ele esperar um pouquinho, dar uma segurada’ (risos)”, comentou Júlio César.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Deyverson vai ser comprado pelo Getafe? Jogador agrada e Palmeiras pede R$ 30 milhões

Ronaldinho sofre duro golpe no Paraguai após Justiça autorizar prisão domiciliar