in

Rodolfo Landim fala sobre compra de Neymar e como o Flamengo pode se igualar aos europeus

Divulgação/Torcedores.com
Publicidade

O presidente do Flamengo Rodolfo Landim participou de uma entrevista à plataforma Genial Investimentos e foi questionado a respeito da viabilidade de contratação do craque Neymar. O atleta já esteve em muitas oportunidades ligado ao clube, e não faltaram especulações a respeito de uma eventual conversa com os diretores da Gávea.

Sempre que o brasileiro é associado ao Rubro-Negro, os torcedores ficam eufóricos, enquanto as equipes rivais fazem provocações diante da inviabilidade de uma eventual negociação que muitos acreditam existir, dadas as realidades financeiras de Flamengo, Neymar e futebol europeu.

Presidente do Flamengo fala sobre Neymar

No bate-papo, Rodolfo Landim esteve na companhia de Claudio Pracownik, ex-VP de finanças do Flamengo. O diretor abordou vários aspectos a respeito das finanças do clube, um dos brasileiros que gozam de maior saúde financeira na atualidade.

Publicidade

Mesmo sendo um dos clubes mais ricos do Brasil, trazer Neymar para a Gávea é algo que está fora da realidade de qualquer clube brasileiro. Landim recordou das “cifras loucas” pelo brasileiro, considerado um dos atletas mais caros de todo o planeta, envolvendo transação recorde junto ao Paris Saint-Germain, sua atual equipe.

Publicidade

“O custo dele seria 80 milhões de euros para o Barcelona, por exemplo. Multiplicando por seis (cotação do euro frente ao real), algo em torno de R$ 480 milhões por ano. O Flamengo, pagando tudo em 2019, foi para R$ 230 milhões (gastos com salários). Tudo o que o Flamengo gasta é metade do Neymar”, especulou o presidente do Flamengo, falando a respeito da realidade financeira de ambas as partes.

Valorização do futebol brasileiro

Para o presidente do Flamengo, é necessária uma valorização do “produto futebol brasileiro”, para que no futuro os clubes de nosso país possam ter condições de enfrentar os gigantes da Europa. Para isso, Rodolfo Landim acredita ser necessária uma valorização nos direitos de transmissão da liga nacional, a fim de que o futebol brasileiro possa conquistar o mercado mundial. Apesar do fortalecimento de muitos clubes do Brasil, a disparidade financeira com relação ao Velho Continente ainda é muito grande.

Recentemente, o próprio Flamengo foi protagonista de um imbróglio envolvendo a Rede Globo. Ambas as partes não chegaram a um acordo para a transmissão das partidas do clube pelo Campeonato Carioca. O clube pediu valores muito acima dos oferecidos pela emissora carioca, crendo na valorização de sua imagem, sobretudo após as conquistas do Campeonato Brasileiro e da Libertadores da América em 2019.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post

Mercado da bola: Atlético-MG vai atrás do atacante Keno, ex-Palmeiras

Mercado da bola 2020: Thiago Silva define Fuminense como prioridade e desfecho é revelado