in

Caso Ronaldinho: Sergio Moro evita dar apoio público ao ex-craque e o motivo é revelado

G1
Publicidade

Ronaldinho é um grande nome do futebol mundial. O ex-jogador de Grêmio, Flamengo, Atlético-MG, Fluminense, PSG, Barcelona e Milan é querido por muita gente em todo o mundo. Desde que deixou os gramados, Ronaldinho virou notícia pelos chamados “rolês aleatórios”, namoro com duas mulheres e posições políticas.

As atitudes fora de campo não foram unânimes como os dribles, passes e gols dados dentro de campo com a camisa de times do Brasil e do mundo e também da seleção brasileira. Ronaldinho foi campeão da Copa América, em 1999, e da Copa do Mundo, em 2002, pela seleção.

Ronaldinho está preso no Paraguai

Neste ano, a vida de Ronaldinho ganhou um novo capítulo polêmico. Desde o dia 6 de março o ex-jogador e seu irmão, Roberto Assis, estão presos na Agrupación Especializada de Assunção, no Paraguai, após ser detido com cédulas de identidade e passaportes falsos.

Publicidade

A defesa tentou tirá-los da cadeia e levá-los para a prisão domiciliar em Assunção, mas a Justiça negou o pedido. O medo seria que Ronaldinho e Assis fugissem para o Brasil e não cumprissem pena no país vizinho, caso a investigação aponte algum outro crime deles, além dos documentos falsos.

Publicidade

Sergio Moro evitar dar apoio público a Ronaldinho

De acordo com o jornalista Cosme Rímoli, do R7, o ministro da Justiça e da Segurança Pública Sergio Moro se negou a dar apoio público a Ronaldinho e o motivo é um só: medo de ser constrangido. Como não se sabe quais crimes o ex-craque do futebol cometeu, Sergio Moro preferiu não se manifestar.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Mercado da bola: equipe da Série A quer craque argentino de R$ 31 milhões

Corinthians leva duro golpe da Globo e perde patrocinadores no mesmo período