in

Ronaldinho tem derrota na prisão e detalhes chamam a atenção

G1
Publicidade

Craque do futebol mundial, Ronaldinho e seu irmão, Roberto Assis, estão presos no Paraguai, desde o dia 6 de março. Dois dias antes, eles haviam sido detido portando cédulas de identidade e passaportes falsos. Os números eram verdadeiros, mas pertenciam a duas mulheres.

Presos no Agrupamento Especializado de Assunção, capital do país, Ronaldinho e Assis não têm previsão de quando vão deixar a cadeia. A situação deles não é das mais fáceis e a investigação segue. Uma das linhas do Ministério Público apura informações sobre lavagem de dinheiro.

Ronaldinho foi um craque do futebol

Ronaldinho surgiu para o futebol no fim dos anos 1990. Vestindo a camisa do Grêmio, o jovem jogador dentuço logo chamou a atenção de todos. Do Grêmio para a seleção brasileira, da seleção para o futebol europeu foi um pulo. Ronaldinho brilhou com a camisa do PSG, depois foi para o Barcelona.

Publicidade

Em 2004 e 2005 foi eleio o melhor jogador do mundo. Em 2006, venceu a Champions League pelo Barcelona. Quatro anos antes havia sido campeão do mundo pela seleção brasileira. Em 2013, o craque escreveu seu nome na história do Atlético-MG ao conquistar a Copa Libertadores da América.

Publicidade

Ronaldinho perde na prisão

No domingo, Ronaldinho disputou uma partida de futevôlei na prisão e perdeu. O craque do futebol disputou um jogo de duplas contra dois ex-policiais.  Edgar Ramirez Otazu foi condenado por 18 anos após homicídio. Yoni David Mereles Martínez foi preso por 10 anos, após roubo. Antes do jogo contra os ex-policiais presos, o jogador disputou uma partida ao lado de um funcionário e venceu. As informações foram divulgadas pelo jornal inglês The Sun.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Corinthians: Tiago Nunes na corda bamba exibe teimosia e parece estar sozinho no Timão

Flamengo: Jorge Jesus e o pedido de R$ 40 milhões para renovar contrato