in

Ronaldinho recebe dura notícia e pode ‘mofar’ atrás das grades

G1
Publicidade

Ronaldinho e seu irmão, Roberto Assis, estão presos há 20 dias no Paraguai. Os dois chegaram ao Paraguai no dia 4 de março, foram detidos com documentos falsos e se deram muito mal dois dias depois, quando a prisão foi anunciada.

Os irmãos foram encaminhados para um presídio de segurança máxima de Assunção, capital do país vizinho ao Brasil. Desde então, a defesa já tentou recursos para liberá-los e levá-los para prisão domiciliar, mas todos foram negados pelo judiciário paraguaio.

Paralisação geral afeta Justiça do Paraguai, e caso Ronaldinho preocupa

O Poder Judiciário do Paraguai está paralisado. A Corte Suprema de Justiça do país anunciou nesta quarta-feira (25) que a suspensão das atividades se estenderá até o dia 12 de abril em todo o país. A decisão é péssima para o Ronaldinho e Assis e deve preocupar familiares.

Publicidade

Em outras palavras, significa que os advogados dos irmãos brasileiros poderão entrar com ação para soltá-los neste período, mas serão priorizados os casos mais sérios e urgentes. Ou seja, cada recurso pode demorar ainda mais para ser analisado. A decisão é muito dura. Ronaldinho e Assis já não aguentavam mais ficar presos dias atrás.

Publicidade

Advoga de Ronaldinho abre o jogo 

Adolfo Marín, advogado de Ronaldinho e de Assis, falou sobre a incerteza que há no Paraguai neste momento de pandemia, causada pelo novo coronavírus. “Há muita incerteza por aqui. Vamos ver como os dias passam. Devido a esse problema do coronavírus, qualquer definição é muito arriscada”, afirmou. A situação de Ronaldinho e Assis é delicada.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Cristiano Ronaldo faz doação milionária em meio à pandemia de Covid-19

Philippe Coutinho mais perto do Real Madrid; e é surpreendente