in

Flamengo: jogador tem atitude emocionante e doa dinheiro para hospital em meio ao Covid-19

Alexandre Vidal / Flamengo
Publicidade

Em meio à pandemia do Covid-19, que assola o Brasil e o mundo, cada um ajuda como pode. No momento, o futebol brasileiro está paralisado e os jogadores das grandes equipes estão treinando em suas casas. Alguns deles, com o auxílio de um personal.

Renê, lateral-esquerdo do Flamengo, reserva de Filipe Luís, é um dos que mantém a forma treinando em sua residência neste momento de quarentena. O atleta está no Flamengo desde 2017. Ele foi revelado pelo Picos, clube de sua cidade natal, no Piauí. Antes do Flamengo, o lateral jogou pelo Sport.

Publicidade

Renê faz doação para hospital do Piauí

O lateral-esquerdo do Flamengo participa de uma campanha de apoio ao Hospital Regional Justino Luz (HRJL), em Picos, no Piauí. O jogador resolveu fazer uma doação para ajudar o hospital a comprar aparelhos respiradores. Este equipamento é fundamental para os doentes com Covid-19 em estado mais grave.

De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí, divulgado nesta quinta-feira (26), há oito casos confirmados e 167 suspeitos de coronavírus no Piauí. Todos eles estão em Teresina, capital do estado.

Publicidade

Renê segue tendência mundial

Por aqui, a doação de jogadores para ajudar no combate ao Covid-19 ainda não pegou. Fora do Brasil, porém, muitos jogadores e até treinadores já doaram dinheiro. Cristiano Ronaldo, por exemplo, doou dinheiro para criação de postos na UTI de dois hospitais de Portugal, um no Porto e outro em Lisboa.

Ibrahimovic, do Milan, anunciou criação de fundos para criação de um hospital na Itália, país que mais têm sofrido com os casos de coronavírus. O treinador Pep Guardiola, do Manchester City, também anunciou doação milionária.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Flamengo perto de acordo com mais um craque brasileiro

Pelé não irá a velório do irmão Zoca, vítima de câncer na próstata