in

Ronaldinho e o relato de um grande amigo: ‘triste ver ele naquela situação’

G1
Publicidade

Ronaldinho e seu irmão, Roberto Assis, estão presos no Paraguai desde o dia 6 de março e o jogador vem recebendo a solidariedade do mundo do futebol. Dessa vez, foi o ex-atacante Aloísio Chulapa, que jogou com o craque no Paris Saint-Germain, quem saiu em sua defesa neste momento delicado.

Ronaldo e Assis estão presos depois de ter sido detidos com cédulas de identidade e passaportes falsos, no dia 4 de março, quando chegaram a Assunção, capital do Paraguai, para evento. Os dados dos documentos são verdadeiros, mas pertencem a duas mulheres.

Aloísio Chulapa defende Ronaldinho

Companheiro de Ronaldinho no PSG, Aloísio defendeu o amigo. Segundo o ex-jogador do São Paulo, muitas vezes um jogador de futebol faz o que outras pessoas orientam. Atletas e ex-atletas são cercados por assessoria de imprensa. 

Publicidade

“A pessoa quando é jogador de futebol, eu falo porque sei muito bem o que é isso, existe assessoria, empresário, tem tudo isso. Quem toma conta das suas redes sociais são eles, você faz o que eles te orientam. Às vezes, você termina fazendo algo contra a própria vontade por conta de um contrato que existe. Muita gente não sabe disso”, afirmou Aloísio.

Publicidade

Situação de Ronaldinho é triste

Chulapa afirmou que poderiam ter transferido Ronaldinho para o Brasil. A defesa do jogador tentou fazer com que ele e Assis fossem transferidos para a prisão domiciliar, mas a Justiça do Paraguai negou os pedidos feitos até o momento com medo de que eles fujam para o Brasil.

“É muito triste a gente ver ele naquela situação”, afirmou Chulapa. As imagens de Ronaldinho algemado, dentro da prisão e ao lado dos presos que venceram o torneio de futebol da Agrupação Especializada de Assunção estão rodando o mundo.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

Jorge Jesus volta para Portugal e se revolta com jornalistas no aeroporto

Corinthians: Jadson com ‘sangue nos olhos’ alfineta: ‘prepotência’