in

Jorge Jesus volta a Portugal e fim do contrato preocupa o Flamengo

Reprodução Flamengo
Publicidade

O coronavírus transformou o mapa do futebol mundial e afetou em cheio o Brasil. Competições de futebol estão suspensas e não há previsão de quando a situação voltará à normalidade. Diante do ocorrido, muita coisa pode estar diferente depois que o futebol voltar da paralisação.

Jorge Jesus, por exemplo, é treinador do Flamengo até o dia 31 de maio, quando seu contrato chega ao fim. Clube treinador conversavam sobre a renovação, mas nada foi acertado até o momento. No sábado, o Flamengo anunciou que o futebol profissional e da base segue suspenso.

Publicidade

Jorge Jesus volta para Portugal

Diante da paralisação do futebol, Jorge Jesus tomou uma atitude: ele retornará para Portugal nesta segunda-feira (23) para passar esses momentos difíceis ao lado da família. “Estava à espera de uma decisão da diretoria, estudando e cuidando do planejamento de trabalho, mas, diante do adiamento de nossa volta às atividades, quero ficar ao lado de meus familiares nesse momento difícil, de enfrentamento de uma pandemia, que preocupa a todos nós. Rezo e torço para superarmos logo essa crise e eu poder voltar ao campo o mais breve possível”, afirmou Jorge Jesus.

Jorge Jesus mora sozinho em um condomínio de luxo da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. O treinador chegou a realizar testes para saber se tinha sido contaminado com o coronavírus. Exame realizado na última semana descartou que o Mister tenha o coronavírus.

Publicidade

Flamengo tenta renovação de contrato

Diante da pandemia do coronavírus, o Flamengo tenta a extensão automática do contrato de Jorge Jesus. Caso isso não aconteça e nem haja acordo, o Rubro-negro entrará em junho sem treinador. Ainda não se sabe se até lá o futebol já terá voltado ao normal no Brasil e na América do Sul.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Ronaldinho e a dura notícia na prisão: ‘a pena vai de três a dez anos’

O adeus de Tiago Nunes? Dois nomes ganham força como prováveis substitutos