in

Mercado da bola: Cruzeiro muito próximo de anunciar treinador especialista na Série B

Thiago Gadelha

O Cruzeiro está sem treinador desde a saída de Adilson Batista, no último fim de semana, após derrota para o Coimbra, pelo Campeonato Mineiro. O clube está monitorando o mercado da bola e segue em busca de um novo comandante enquanto o futebol brasileiro está paralisado, devido ao novo coronavírus.

Enderson Moreira muito próximo do Cruzeiro

Enderson Moreira deixou o Ceará e aumentaram os rumores de que ele será o novo treinador do Cruzeiro. Na manhã desta quarta-feira (18), houve reunião com o elenco cruzeirense para a apresentação do novo diretor de futebol do clube, Ricardo Drubscky.

O nome de Enderson teria sido confirmado de forma informal a atletas presentes no local. Tudo caminha para que a contratação do treinador seja anunciada nos próximos dias. De acordo com o Globo Esporte, enderson viajará de Fortaleza para Belo Horizonte de carro. O percurso é de 2.300 quilômetros. Ele não viajará de avião devido ao novo coronavírus.

Enderson é especialista em Série B

Enderson Moreira deve assinar contrato com o Cruzeiro até o fim do ano e o vínculo pode ser renovado, caso o clube suba para a Série A. No ano, Enderson comandou o Ceará em seis vitórias e quatro empates. O treinador é especialista na Série B e foi campeão do torneio pelo América-MG, em 2017.

O Cruzeiro vai ter um ano difícil na próxima temporada e terá que fazer de tudo para subir para a primeira divisão. Pela primeira vez na história, um clube grande receberá cota com valor baixo pago pela TV. Isso dificulta a montagem do elenco.

Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!

Next post

Mercado da bola: novo goleiro do Flamengo assina contrato e causa emoção

Ronaldinho e a última sobre a sua prisão: ‘arbitrária, ilegal e abusiva’