in

Torcida do São Paulo perde a paciência com Pablo e atacante ouve o que não queria

Divulgação São Paulo
Publicidade

O São Paulo recebeu a LDU, no Estádio do Morumbi, e venceu por 3 a 0, na noite desta quarta-feira (11). pela segunda rodada da Copa Libertadores da América. O resultado foi bastante comemorado pela torcida que foi ao estádio acompanhar a partida inloco. 

Os gols do Tricolor foram marcados por Reinaldo, Daniel Alves e Igor Gomes. O futebol apresentado pelo time comandado por Fernando Diniz chamou a atenção e empolgou os torcedores. Com a vitória, o São Paulo assumiu a segunda posição de um grupo em que todas as equipes têm três pontos.

Pablo entrou no segundo tempo e perdeu gol feito

O atacante Pablo não vive um grande momento. O jogador que chegou ao Tricolor no início do ano passado, após se destacar no Athletico-PR, ainda não mostrou a que veio e está devendo futebol e gols para a torcida do São Paulo.

Publicidade

Pablo ficou no banco de reservas e entrou apenas no segundo tempo, ao substituir Vitor Bueno. O centroavante teve a oportunidade de marcar um gol, invadiu a área com a bola dominada, mas acabou travado antes de estufar as redes do time adversário. Companheiro de ataque, Alexandre Pato afirmou que a fase ruim de Pablo vai passar.

Publicidade

Torcida critica Pablo

No Twitter, muitos torcedores do São Paulo comentaram a partida e Pablo foi o jogador mais criticado do São Paulo. “Queremos o Pablo do Athletico-PR, não esse que está aí”, comentou um torcedor na rede social. “O que mata o são Paulo é o morto do Pablo. Qualquer atacante meia boca, teria feito os gols que ele já perdeu e o são paulo estaria invicto”, esbravejou mais um são-paulino.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Bruno Henrique vai depor por uso de CNH falsa em meio à prisão de Ronaldinho

Adilson Batista de saída? Diretoria do Cruzeiro pode tomar decisão que ninguém esperava