in

Ronaldinho sofre mais um duro castigo em prisão no Paraguai

Ministério Público Paraguai
Publicidade

A defesa de Ronaldinho e Assis entrou com pedido na Justiça para que os dois brasileiros cumprissem prisão domiciliar. Havia grande expectativa a respeito da decisão da Justiça do Paraguai, onde o ex-jogador do Barcelona e da seleção brasileira está preso desde o último domingo (8).

Ronaldinho e Assis chegaram ao Paraguai na quarta-feira. Com cédulas de identidade e passaportes com dados falsos, os dois foram ouvidos pelo Ministério Público do país. Quando tudo parecia resolvido, a Justiça resolveu prender os dois.

Publicidade

Justiça rejeita pedido da defesa de Ronaldinho

A defesa de Ronaldinho e de Assis entraram na Justiça solicitando a prisão domiciliar. Nesta terça-feira, uma audiência foi realizada no Palácio de Justiça de Assunção, capital do país. Ronaldinho e Assis receberam mais um duro castigo: permanecerão presos na cadeia de segurança máxima onde estão.

A defesa dos irmãos chegou a dar como garantia para a prisão domiciliar o imóvel onde eles ficariam, avaliado em cerca de R$ 4 milhões. A defesa segue alegando que a prisão de Ronaldinho e Assis é “ilícita, ilegal e abusiva”. Os dois estão detidos em uma sela separada e não comem a mesma comida que os demais detentos.

Publicidade

Situação de Ronaldinho pode piorar

A Justiça do Paraguai investiga uma rede de falsificação de documentos no país sul-americano. O grupo envolveria funcionários do setor público e do setor privado. A situação de Ronaldinho pode se complicar, caso seja identificada alguma relação dele com este grupo. A prisão do ex-jogador que brilhou com a camisa do Barcelona e da seleção brasileira é notícia em todo o mundo.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Flamengo corre para renovar contrato de titular que encerra em dezembro

MC Livinho toma decisão radical após ser anunciado como reforço do Audax