in

Corinthians: Duílio vê Timão com futebol bonito e diz se haverá novas contratações

Agência Corinthians
Publicidade

O Corinthians entrou em campo contra o Santo André, na noite desta quarta-feira (26), e empatou por 1 a 1. Com o resultado, o Timão segue fora da zona de classificação para as quartas de final do Campeonato Paulista. A equipe venceu as três últimas edições do torneio.

A torcida do Corinthians está impaciente com o momento vivido pela equipe. Antes da saída do time para o jogo, na Arena Corinthians, organizadas protestaram em frente ao CT Joaquim Grava. Os jogadores, entre eles Luan, foram alvo das críticas.

O Timão não vai bem no Paulistão e também foi eliminado na segunda fase da Copa Libertadores da América, em casa, após vencer o Guaraní, do Paraguai, mas ser eliminado no critério do gol marcado fora de casa.

Publicidade

Duílio elogia Corinthians

Diretor de futebol do clube, Duílio Monteiro Alves elogiou o futebol que vem sendo apresentado pelo Corinthians. “O Corinthians vem rendendo, vem criando, mostrando um futebol bonito que há muito tempo não se via”, afirmou o dirigente.

Publicidade

Corinthians não vai contratar ninguém

A declaração de Duílio foi criticada por alguns corintianos, que não estão vendo a equipe jogar o futebol que o diretor falou. Na entrevista após o empate com o Santo André, o Duílio também falou sobre reforços da equipe para o ano.

“Quem está aqui é que vai resolver. Trabalhar pelo resultado positivo”, afirmou o dirigente, rechaçando qualquer nova contratação. Além do Paulistão, o Corinthians vai disputar Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro neste ano. A torcida espera algum título, mas não será nada fácil.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br

Next post

De saída? Palmeiras pode perder um dos favoritos de Luxemburgo: ‘Mattos é o culpado’

Mercado da bola: Atlético-MG anuncia dupla de treinadores, após demissão de Dudamel