in

Grêmio: morre um dos maiores treinadores da história do Tricolor

Agência RBS
Publicidade

Valdir Espinosa está no hall de treinadores brasileiros que conquistaram a Copa Libertadores da América e o Mundial. Em 1983, ele comandou o Grêmio que contava com nomes como Renato Portaluppi, Mário Sérgio, Paulo César Caju e De Léon.

Aquela equipe conquistou a Copa Libertadores e, meses depois, derrotou o Hamburgo, da Alemanha, no Japão, e conquistou o Mundial. Os torcedores do Grêmio não esquecem aquela equipe. Renato, destaque daquele time, é o maior ídolo da história do Tricolor.

Publicidade

Valdir Espinosa morreu na manhã desta quinta-feira (27), aos 72 anos. Ele estava internado desde o dia 20, quando apresentou complicações após uma cirurgia na região do abdômen, realizada no dia 17.

Valdir Espinosa fez história no Botafogo

Além de ser ídolo no Grêmio, o treinador também fez história no Botafogo. Em 1989, ele aceitou o convite para dirigir a equipe carioca. Na época, o Fogão amargava uma fila de 20 anos no Campeonato Carioca.

Publicidade

O time de Espinosa passou a jogar um bom futebol e chegou à final da competição. Com gol de Maurício, venceu o Flamengo por 1 a 0, na final, e conquistou o título de forma invicta. e histórica. Nennhum botafoguense esquece aquele momento.

Espinosa rodou por diversos clubes

Além de Botafogo e Grêmio, Valdir Espinosa trabalhou em Fluminense, Vasco, Flamengo e outras grandes equipes do Brasil e de fora fora do país. No Paraguai, ele treinou o Cerro Porteño. Na Arábia Saudita, dirigiu o Al-Hilal. No Japão, passou pelo Tokyo Verdy. Espinosa também treinou o Las Vegas City.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Flamengo: Jorge Jesus e os detalhes da renovação de contrato: ‘eu tomo a decisão final’

Flamengo: jogador do Botafogo curte post sobre título da Recopa e causa polêmica