in

Fernando Diniz de saída? São Paulo e a última de Sampaoli: ‘3 reforços e vai ganhar tudo’

Reprodução/UOL
Publicidade

O São Paulo é um dos clubes do futebol brasileiro de maior tradição, no entanto, vem enfrentando problemas políticos nos últimos anos e não consegue se colocar na briga por títulos como tantas vezes aconteceu em seu passado. Agora sob comando do técnico Fernando Diniz, o time tenta se reorganizar para voltar a dar alegrias aos seus torcedores.

Sampaoli no São Paulo?

O técnico argentino Jorge Sampaoli trabalhou no Santos na última temporada e, com elenco bastante limitado, acabou surpreendendo e terminando o Campeonato Brasileiro atrás apenas do Flamengo. Com futebol de muita intensidade, o time foi muito elogiado na imprensa e o treinador passou a ser objeto de desejo de várias equipes no mercado da bola.

Publicidade

Devido à alta pedida salarial de Sampaoli, nenhum acerto no futebol brasileiro foi concretizado e ele segue livre de contrato. Segundo informou o jornalista Jorge Nicola, dos canais ESPN, o comandante gostaria de assumir o São Paulo e teria dito que, com apenas três reforços, seria possível ganhar tudo com o tricolor paulista.

Possível saída de Fernando Diniz

O técnico Fernando Diniz vem dividindo a torcida pelos resultados apresentados até o momento. Apesar do futebol vistoso do São Paulo e das várias chances criadas, o ataque enfrenta dificuldades para marcar gols e conquistar suas vitórias no Campeonato Paulista.

Publicidade

Enquanto parte da torcida critica o atual técnico, vários outros entusiastas do futebol apresentado seguem acreditando no projeto e afirmam que o problema está nos atacantes que não marcam os gols e não no treinador.

E para você torcedor, o técnico Jorge Sampaoli poderia apresentar melhores resultados do que Fernando Diniz no São Paulo? Deixe sua opinião nos comentários do artigo.

Publicidade
Next post

Vasco e a última que ninguém esperava: ‘recusou campeão da América para fechar com Abel’

Adilson Batista dispara contra antiga gestão do Cruzeiro: ‘o rombo foi grande’