in

Mercado da bola: Róger Guedes e o negócio de R$ 44 milhões para voltar ao Atlético-MG

Divulgação Atlético-MG
Publicidade

O torcedor do Atlético-MG ficou feliz com a contratação de Diego Tardelli, mas na chegada do atacante veterano deu para perceber quem os atleticanos queriam como seu companheiro de ataque: Róger Guedes. O jogador de 22 anos passou com sucesso pelo Galo em 2017.

Logo depois, foi negociado com o Palmeiras e o time paulista o vendeu para o Shandong Luneng, da China, onde Róger Guedes está hoje. O futebol chinês está paralisado devido ao surto de coronavírus.

Publicidade

O problema que começou na cidade de Wuham já matou mais de mil pessoas e tem causado grande preocupação ao governo chinês e a diversos governos mundo a fora. Brasileiros que estavam no país asiático foram trazidos de volta ao Brasil.

Róger Guedes custa muito caro

A negociação com Róger Guedes não é barata. O jogador de 22 anos tem os direitos econômicos ligados ao Shandong Luneng. O clube estaria pedindo um valor bem próximo do que pagou para contratar o jogador junto ao Palmeiras, cerca de 9,5 milhões de euros (equivalente a R$ 44,24 milhões).

Publicidade

Este valor não é baixo, mas considerando que o Atlético-MG queria pagar R$ 51 milhões por Soteldo, do Santos, pode ser possível para o Galo. O valor, no entanto, pode ser maior do que os R$ 51 milhões que o Atlético pagaria pelo jogador do Peixe.

Atlético-MG conversa com agente de Róger Guedes

O Galo entrou em contato com Paulo Pitombeira, agente do jogador, para tentar a repatriação. O time asiático pede um montante alto para avançar com o negócio. Por enquanto, o futebol chinês segue paralisado e os times do país devem jogar fora de casa pelas primeiras rodadas da Liga dos Campeões da Ásia.

Publicidade
Avatar

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Bruno Henrique e a provável data para voltar aos gramados pelo Flamengo

Fred e a última ‘traição’ que pode custar R$ 75 milhões ao Cruzeiro