in

Flamengo busca mais um pedido de Jorge Jesus e mira em joia do Atlético Nacional

Flamengo/Divulgação
Publicidade

Conforme havia sido analisado por Jorge Jesus, quando declarou “ainda vamos contratar mais um”, o Flamengo segue em busca de um novo nome para a lateral-direita. A peça viria a ser o substituto imediato de Rafinha, vaga que no momento encontra carência.

Sem perder tempo diante da exigência do Mister, a diretoria já começa a se movimentar e um nome está na mira. Trata-se do jovem colombiano Daniel Muñoz, de 23 anos. Atleta do Atlético Nacional, é tido como um dos principais destaques de sua equipe, e o diretor esportivo Francisco Najera confirma as sondagens do Mengão. 

Publicidade

Palmeiras também estaria na briga junto com o Flamengo

O verdão também demonstra interesse por Muñoz, mas há um problema: o Atlético Nacional se nega a negociar com o clube paulista, alegando dívidas não quitadas desde a contratação de Borja. O grande interesse do Flamengo faz com que a diretoria da Gávea busque agora maiores informações a respeito das condições requisitadas pelos colombianos para a contratação.

Publicidade

Muñoz em alta nos bastidores

Aprovado por Jorge Jesus, o nome de Muñoz é visto com bons olhos entre os cartolas da Gávea. Revelado pelo Rionegro Aquilas, chegou ao atual clube no ano passado. Na temporada, marcou sete gols ao longo de 21 partidas. Já em 2020, o jovem atleta atuou até o momento em três partidas, balançando as redes uma vez.

Os dois substitutos imediatos de Rafinha são João Lucas, que não apresenta muito prestígio entre a comissão técnica, e Matheuzinho, que está atuando pela equipe Sub-20 do Flamengo na disputa da Libertadores da categoria, sediada no Paraguai.

Publicidade
Avatar

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Next post

Lionel Messi teria uma só condição para seguir no Barcelona

Raí abre o jogo e expõe a verdade sobre a venda de Raí pelo São Paulo: ‘ninguém deseja’